PUBLICIDADE
Topo

André Rocha

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Rocha: Mohamed Salah sobra mais que o Liverpool na temporada europeia

Salah comemora gol sobre o Atlético de Madri na Champions League - REUTERS/Sergio Perez
Salah comemora gol sobre o Atlético de Madri na Champions League Imagem: REUTERS/Sergio Perez
Conteúdo exclusivo para assinantes
André Rocha

André Rocha é jornalista, carioca e colunista do UOL. Trabalhou também para Globoesporte.com, Lance, ESPN Brasil, Esporte Interativo e Editora Grande Área. Coautor dos livros "1981" e "É Tetra". Acredita que futebol é mais que um jogo, mas o que acontece no campo é o que pauta todo o resto. Contato: anunesrocha@gmail.com

Colunista do UOL Esporte

20/10/2021 10h22

Jürgen Klopp conta com elenco mais completo nesta primeira parte da temporada europeia e o Liverpool vai recuperando protagonismo na Premier League e na Liga dos Campeões.

Os Reds estão a um ponto do Chelsea, líder na Inglaterra. Ganharam 75% dos pontos, são os únicos invictos em oito partidas e a trinca de empates aconteceu contra o próprio Chelsea, diante do atual campeão Manchester City e nos 3 a 3 contra o surpreendente Brentford.

Na Champions, lidera com 100% de aproveitamento o complicado Grupo B, vencendo Milan, Porto e fazendo 3 a 2 sobre o Atlético de Madri no melhor jogo da terça, dentro do Wanda Metropolitano.

Início arrasador, com aquela altíssima rotação que é difícil para qualquer time do planeta resistir. Abriu 2 a 0 em 12 minutos. Mas controlou por não mais que sete minutos a vantagem, com Thomas Lemar criando jogada espetacular pela esquerda, Koke finalizar e Griezmann completar para as redes.

Atmosfera com público é outro papo e a torcida levou a equipe de Simeone no colo, além de intimidar os visitantes. O atual campeão espanhol empatou ainda na primeira etapa, com assistência de João Félix e novo gol de Griezmann. Só que o atacante francês, que está se esforçando para recuperar a confiança da torcida colchonera depois de saída polêmica para o Barcelona, acabou expulso por entrada tresloucada com o pé no rosto de Roberto Firmino, no início do segundo tempo

Nem dá para afirmar que o Liverpool recuperou o domínio do jogo, mas conseguiu a vitória no pênalti de Hermoso sobre Diogo Jota. Em lance parecido, mas a favor do Atlético, a arbitragem anulou a penalidade minutos depois, após consultar o VAR. Diego Simeone deixou o campo furioso e nem cumprimentou Klopp no final.

Um jogaço que teve como grande destaque Mohamed Salah. Jogada espetacular, característica, cortando da direita para dentro, limpando marcadores e finalizando de canhota a bola que desviou em Milner antes de entrar e abrir o placar. Sempre a melhor opção de velocidade, infiltrando em diagonal, conduzindo com extrema habilidade e preciso nas conclusões.

São 12 gols na temporada, em 11 partidas. Artilheiro da Premier League com sete, vice da Champions com cinco, um a menos que o fenômeno Haller, do Ajax. Mais quatro assistências. Participação direta em 51% dos 33 gols da equipe na temporada. Duas obras de arte, contra City e Watford. Até aqui, ninguém está jogando mais que o egípcio no continente.

Aos 29 anos, Salah demonstra maturidade plena, sabendo a hora de ser coletivo e o momento de partir para definir na individualidade, Retomando a sintonia fina com Firmino e Mané e aproveitando o campo aberto para acelerar, mas também criando espaços com dribles ou tabelas rápidas.

Por isso é a referência da equipe de Klopp, inclusive para cobrar o pênalti que deu a vitória no jogaço em Madri. Duas finalizações, dois gols. Mais três dribles em quatro tentativas. Desequilibrando uma partida complicada e praticamente assegurando o Liverpool no mata-mata da Champions.

Depois do calvário em 2020/21, Klopp vai ajustando os Reds para voltarem a competir no mais alto nível, em pontos corridos e mata-mata. Só que a concorrência é forte, dentro e fora da Inglaterra. Se o Liverpool ainda não sobra na Europa, Salah é, disparado, o grande destaque deste início de temporada.

(Estatísticas: SofaScore)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL