PUBLICIDADE
Topo

André Rocha

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Vinícius Júnior é o escape do Real Madrid que preocupa Jürgen Klopp

Vinicius Junior agradece assistência de Kroos em jogo contra o Liverpool  - REUTERS/Susana Vera
Vinicius Junior agradece assistência de Kroos em jogo contra o Liverpool Imagem: REUTERS/Susana Vera
André Rocha

André Rocha é jornalista, carioca e colunista do UOL. Trabalhou também para Globoesporte.com, Lance, ESPN Brasil, Esporte Interativo e Editora Grande Área. Coautor dos livros "1981" e "É Tetra". Acredita que futebol é mais que um jogo, mas o que acontece no campo é o que pauta todo o resto. Contato: anunesrocha@gmail.com

Colunista do UOL Esporte

14/04/2021 04h00

"Fiquei impressionado, mas não surpreso. Ele tem um talento incrível, mas já sabíamos disso, antes mesmo de chegar ao Real, onde obviamente melhorou".

Palavras de Jürgen Klopp, treinador do Liverpool, sobre a atuação de Vinícius Júnior nos 3 a 1 do Real Madrid sobre os Reds no Estádio Alfredo Di Stéfano, pela ida das quartas de final da Liga dos Campeões.

E foi mesmo impressionante. Segundo o Whoscored.com, o jovem atacante brasileiro finalizou quatro vezes, duas no alvo. Nas redes de Alisson. O primeiro de forma espetacular, recebendo lançamento primoroso de Toni Kroos, infiltrando da esquerda para dentro e, enfim, sendo preciso na finalização. Justo o que faltava e se repetiu no segundo tempo. Aos 20 anos, desequilibrando em um jogo enorme do principal torneio de clubes do planeta.

Não é pouco. E pode ser ainda mais pelo contexto da partida de volta, em Anfield. O Liverpool vai precisar atacar, adiantar as linhas e se expor. Um convite para Vinicius Júnior, o grande escape do time merengue. A referência de velocidade, seja atacando os espaços às costas da defesa recebendo o passe longo ou conduzindo com habilidade e cada vez mais clareza. As tomadas de decisão têm melhorado sensivelmente.

O desempenho nos 2 a 1 sobre o Barcelona pela liga espanhola não foi brilhante, mas continuou sendo peça importante. Também porque o camisa 20 ocupa melhor os espaços sem a bola e melhorou a leitura de jogo. Contra o time catalão soube alternar como o ponta que recua para compor pela esquerda uma segunda linha num 5-4-1 e o atacante que se junta a Karim Benzema em um 3-5-2. Justamente para não isolar o centroavante e preocupar a retaguarda adversária.

Zinedine Zidane deve repetir a estratégia, até pela vantagem conquistada e em função dos desfalques. E o brasileiro novamente será peça fundamental. Ajudando a defender e disparando para cima da desfalcada e hesitante defesa de Jürgen Klopp. Por isso o treinador alemão pensa em evitar a conexão do meio-campo com o atacante. "Planos especiais para pará-lo? No primeiro gol eu não tinha. Mas temos que impedir que a bola chegue até ele, isso está claro", explicou Klopp na coletiva pré-jogo.

Se for preciso no acabamento dos ataques de novo, Vinicius Junior pode fazer história colocando o Real Madrid em mais uma semifinal de Champions.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL