Alicia Klein

Alicia Klein

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
OpiniãoEsporte

Depoimento de Leila Pereira em CPI tem show de machismo e mediocridade

A presidente do Palmeiras mal tinha começado seu depoimento na CPI das Apostas, em Brasília, e a repórter do UOL Talyta Vespa já reportava o pontapé inicial da misoginia.

Antes que Margareth Buzetti (PSD-MT), única senadora no plenário, pudesse fazer sua pergunta, o senador Jorge Kajuru (PSB-GO) mandou: "Normalmente, mulher vai no estádio e pergunta quem é a bola". Risos. Isso depois de ressaltar que a parlamentar gosta de futebol.

Qual a chance de ele observar o mesmo sobre um colega homem? Olha, ele gosta de futebol. E olha, normalmente, esse pessoal não entende nada do assunto.

Um desrespeito bisonho e surreal, especialmente se considerarmos a depoente. Diante da presidente (mulher) de um dos maiores clubes do país, o senador achou por bem fazer uma piada machista com a única outra mulher de destaque no ambiente.

É quase um lembrete: vocês não pertencem a aqui. Coloquem-se no seu lugar. Empresária bilionária? Representante eleita do povo? Não importa.

Leila Pereira ainda interveio: "Hoje tem mulher presidente de clube, Kajuru". Ele riu, com aquela cara que tantas de nós conhecemos, de quem minimiza o machismo, que acha graça nessa desgraça.

Na sessão de hoje, o senador Carlos Portinho (PL-RJ) não tinha segurança sobre o nome da patrocinadora do Corinthians. "Vai de Bet, não sei? Vai de Bet, né?" Já Chico Rodrigues (PSB-RR) aproveitou a palavra para emitir a seguinte contribuição: "É possível torcer por um time e ser presidente de outro? Conta pra gente como funciona essa sabedoria sentimental do ser humano". Em abril, o senador Dr. Hiran (PP-RR) aproveitou a visita de John Textor para pedir dois zagueiros para o Botafogo.

Mas quem precisa aguentar piadinha?

Como se vê, os homens continuam fazendo uso diário dos seus privilégios e do seu direito à mediocridade. Enquanto a nós cabe nunca errar e ainda rir das piadas infames. Mal sabem alguns que nós estamos rindo, sim. Cada dia mais. Entre nós.

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Deixe seu comentário

Só para assinantes