PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Manny Pacquiao mantém título e provoca Mayweather: "volte para o ringue"

Manny Pacquiao (dir) vence Adrien Broner (esq)  - Joe Camporeale/USA TODAY Sports
Manny Pacquiao (dir) vence Adrien Broner (esq) Imagem: Joe Camporeale/USA TODAY Sports

Do UOL, em São Paulo

20/01/2019 15h01

O pugilista Manny Pacquiao completou 40 anos no último mês, mas mostrou que a idade parece ainda não ser um empecilho. No último sábado (19), o filipino enfrentou Adrien Broner e venceu o rival por decisão unânime dos juízes. Após a vitória, Pacquiao aproveitou a celebração para cutucar Floyd Mayweather e desafiá-lo.

"Fale para ele (Mayweather) voltar ao ringue, e nós lutaremos", disse o boxeador. "Se ele quiser sair da aposentadoria, saia e me desafie. Sou um campeão e não escolho meus adversários", completou Pacquiao. 

Floyd Mayweather, que esteve presente na MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas, não esboçou reação ao ouvir a provocação do pugilista filipino. Os dois lutadores se enfrentaram em 2015, e Mayweather levou a melhor ao vencer o rival.

Detentor do cinturão de meio-médio da Associação Mundial de Boxe (WBA), Manny Pacquiao enfrentou o norte-americano Adrian Broner no último sábado e mostrou estar em forma. A luta durou nove rounds e Pacquiao foi declarado vencedor por decisão unânime dos juízes. 

"Só estou esperando para ver quem vai me desafiar pelo cinturão", disse Pacquiao.

No dia 31 de dezembro de 2018, Mayweather voltou a deixar a aposentadoria de lado e disputar uma luta. O ex-campeão mundial precisou de menos de três minutos para nocautear e vencer o kickboxer Tenshin Nasukawa, de 20 anos, em uma luta de exibição - sem juízes laterais.

Esporte