PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Mayweather elogia McGregor e explica plano que deu certo para o nocaute

Jorge Corrêa

Do UOL, em Las Vegas (EUA)

27/08/2017 02h51

Floyd Mayweather se aposentou pela terceira e última vez, segundo ele próprio, na madrugada deste domingo (27) exatamente do jeito que queria: com uma vitória dominante sobre o astro do MMA Conor McGregor, que fez sua primeira luta no boxe profissional e foi batido por nocaute técnico no décimo round. Após a luta, o norte-americano elogiou seu adversário estreante e explicou sua estratégia para ganhar o combate.

"Ele é muito melhor do que eu pensava, é um competidor duro. Mas eu fui o melhor hoje", disse Mayweather, que deixou o ringue com o rosto praticamente ileso após sua 50ª vitória em 50 lutas profissionais na carreira, superando a marca histórica da lenda Rocky Marciano (49 vitórias em 49 lutas).

"Nossa estratégia era esperar, ir até ele, deixar ele desferir seus golpes mais pesados no começo, e depois acertá-lo quando a luta se alongasse. Nós sabemos que no MMA ele luta por 25 minutos. Depois de 25 minutos, ele começou a cansar. Eu garanti para todo mundo que essa luta não iria até o final", completou Floyd.

O plano de Mayweather se desenrolou exatamente como planejado: McGregor foi o lutador mais ativo e agressivo nos três primeiros assaltos, mas a partir do quarto Floyd passou a dominar. O cansaço de Conor já era visível desde o quinto round, mas foi a partir do sétimo que o gás do irlandês realmente acabou e ele virou uma presa fácil, lento e incapaz de manter a guarda alta.

Floyd, de 40 anos, também assegurou que essa será sua aposentadoria definitiva. "Essa foi a minha última luta, com certeza. Eu escolhi o parceiro certo para dançar comigo. Conor, você é um grande campeão", concluiu "Money", que reforçou seu objetivo de entrar no Hall da Fama do boxe agora que é um ex-lutador.

Esporte