PUBLICIDADE
Topo

Basquete

Trocas de impacto e Draft: NBA tem semana de frenesi rumo à nova temporada

Doug Pensinger/Getty Images
Imagem: Doug Pensinger/Getty Images

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

17/11/2020 10h25

Não faz nem 40 dias que o Los Angeles Lakers conquistou o título da temporada 2019-20 da NBA, mas a bolha do mundo mágico da Disney já parece um passado distante. Nesta semana, a liga vive dias intensos, cheios de trocas, o mercado dos agentes livres abertos e a realização do Draft amanhã (18). Abaixo, o UOL Esporte explica tudo sobre a maratona pela qual os dirigentes dos clubes já estão passando.

Os times foram liberados para começar as trocas ontem (16), participam do recrutamento de novatos amanhã e já na sexta-feira (20) os agentes livres ficam aptos a negociar com os times. Com tudo isso acontecendo ao mesmo tempo, o dinamismo das negociações aumenta porque há possibilidades de trocas muito mais complexas do que a NBA tem em temporadas normais. E elas já se avolumaram durante a madrugada, no horário de Brasília.

As datas estão encavaladas por causa da pandemia do novo coronavírus. A última edição da NBA precisou ser interrompida, e mesmo a retomada na Disney não aliviou tanto as finanças dos clubes como um todo. Além do mais, a queda de audiência da liga motivou sua gerência a tentar retomar seu calendário tradicional o quanto antes, para fugir da concorrência com o futebol americano profissional e universitário no momento em que seus playoffs estiverem em andamento.

A abertura da nova temporada, que normalmente ocorre em outubro, neste ano terá início apenas em 22 de dezembro. Daí a pressa para negociar e assinar contratos. A ideia é que, concluindo o calendário em junho, no mais tardar em julho, eles possam disputar o campeonato 2021/22 já sob os moldes consagrados nas últimas décadas.

Principais negócios fechados

  • Tudo por Giannis Antetokounmpo
Giannis Antetokounmpo - Garrett Ellwood/NBAE via Getty Images - Garrett Ellwood/NBAE via Getty Images
Giannis vai ficar em Milwaukee, agora que o time está reforçado?
Imagem: Garrett Ellwood/NBAE via Getty Images

O Milwaukee Bucks tentou manter um discurso de normalidade por semanas, enquanto aguardava uma resposta do MVP (o jogador mais valioso) das últimas duas campanhas sobre uma possível renovação de contrato. Pois as ações do clube nesta madrugada mostraram o quão aflitos estavam seus dirigentes para convencer o astro grego a ficar na cidade.

Depois de uma jornada decepcionante dentro da bolha na Disney, onde foram eliminados pelo Miami Heat nas semifinais do Leste de modo acachapante, os Bucks viveram dias de pressão. Responderam com as contratações do ala-armador Jrue Holiday, do New Orleans Pelicans, e do ala sérvio Bogdan Bogdanovic, do Sacramento Kings, um grande arremessador. O time reformula drasticamente seu quinteto inicial.

O preço pago foi salgado e deu a medida do desespero do clube: para os Pelicans foram enviados os veteranos armadores Eric Bledsoe e George Hill além de —preparem-se— três escolhas futuras de Draft e mais o direito ao clube de New Orleans de evocar duas inversões de posição no recrutamento de novatos, caso achem necessário. Já Bogdanovic foi envolvido numa negociação complexa, em que ele renovou com os Kings para ser repassado imediatamente aos Bucks, em troca do ala-armador promissor Donte DiVincenzo e dos alas-pivôs Ersan Ilyasova e DJ Wilson.

Agora o Milwaukee espera poder anunciar a renovação de contrato com Antetokounmpo o quanto antes. A expectativa nos bastidores da liga é de que eles já tenham um acordo verbal.

  • Chris Paul agora é do Phoenix Suns
Chris Paul deixa OKC para defender os Suns - Jim Poorten/NBAE via Getty Images - Jim Poorten/NBAE via Getty Images
Imagem: Jim Poorten/NBAE via Getty Images

Ontem o armador Chris Paul foi adquirido pelo Phoenix Suns. Dez vezes All-Star da NBA, ele muda de time junto com o companheiro Abdel Nader. Em troca, o Oklahoma City Thunder recebe o armador Ricky Rubio, outros três jogadores e ainda uma escolha do draft de 2022.

  • Os Lakers não estão acomodados
LeBron - Kevin C. Cox/AFP - Kevin C. Cox/AFP
LeBron James sabe que os Lakers precisam se mexer no mercado
Imagem: Kevin C. Cox/AFP

Os atuais campeões da NBA chegam ao campeonato em posição confortável, certo? Não é bem assim. A primeira troca relevante anunciada nesta semana foi a que mandou o armador alemão Dennis Schroeder para Los Angeles, enquanto o contestado ala Danny Green e uma escolha de Draft dos Lakers deste ano foi a recompensa para o Oklahoma City Thunder, que inicia um processo de reconstrução.

Mas por que os Lakers foram atrás de Schroeder? O negócio foi visto como uma espécie de medida preventiva do clube californiano, que tende a perder alguns jogadores importantes de sua campanha rumo ao título. Entre eles, o veterano armador Rajon Rondo. O mais importante, claro, é a manutenção de Anthony Davis. O ala-pivô exerceu uma cláusula contratual para se tornar agente livre, mas a liga como um todo espera que ele apenas cumpra formalidades para assinar um novo contrato com salário mais alto.

O que está rolando

  • Mistério no Draft
Minnesota Timberwolves é o dono da primeira escolha do draft 2020 - Steven Freeman/NBAE via Getty Images - Steven Freeman/NBAE via Getty Images
Minnesota Timberwolves é sorteado como dono da primeira escolha do Draft da NBA em 2020
Imagem: Steven Freeman/NBAE via Getty Images

A primeira escolha do Draft de amanhã é do Minnesota Timberwolves, que é a franquia com mais escolhas neste ano (cinco). Em seguida estão Golden State Warriors e Charlotte Hornets. Os três universitários mais cotados para as primeiras posições são o armador LaMelo Ball, o pivô James Wiseman e o ala-armador Anthony Edwards, mas no geral não há grande entusiasmo na NBA por esta classe de atletas elegíveis — o que torna as escolhas imprevisíveis.

O torcedor mais fanático da liga pode se preparar, então, para grandes emoções. A movimentação mais aguardada é a do Golden State Warriors, que promete voltar à disputa do título. Stephen Curry, Klay Thompson e Draymond Green estão prontos.

  • O drama do Houston Rockets
Harden - Streeter LECKA / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP - Streeter LECKA / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP
James Harden quer ir embora de Houston
Imagem: Streeter LECKA / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP

No mercado, a principal novela em andamento envolve o astro James Harden, que recusou uma robusta proposta de renovação do Houston Rockets e está disposto a ser trocado, segundo a imprensa dos EUA. Sua preferência seria uma transferência para o Brooklyn Nets, num eventual reencontro com o ala Kevin Durant, seu ex-companheiro de OKC. Os Rockets teriam oferecido um novo contrato que pagaria ao armador mais de US$ 50 milhões por ano (ou mais de R$ 250 milhões). Russell Westbrook é outro que pode deixar deixar o time, e o destino pode ser o Charlotte Hornets.

Na tentativa de convencer sua estrela a ficar no Texas, o Houston fechou durante a madrugada uma negociação com o Portland Trail Blazers. Repatriou o ala Trevor Ariza (um dos favoritos de Harden, coincidentemente) e ganhou uma escolha de Draft, ao passo que mandou o ala Robert Covington para o Portland Trail Blazers.

As datas da pré-temporada da NBA:

16/novembro: Início das trocas
18/novembro: Draft da NBA
20/novembro: Início da Free Agency
22/novembro: Assinatura de contratos
1/dezembro: Campos de treinamento
22/dezembro: Abertura da temporada

Basquete