PUBLICIDADE
Topo

Jogador da NBA diz que coronavírus é usado para "controlar a população"

Michael Porter Jr, do Denver Nuggets, durante uma partida contra o Toronto Raptors, em março de 2020 - Bart Young/NBAE via Getty Images
Michael Porter Jr, do Denver Nuggets, durante uma partida contra o Toronto Raptors, em março de 2020 Imagem: Bart Young/NBAE via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

30/07/2020 10h02

O jogador Michael Porter Jr., do Denver Nuggets, disse aos fãs pelo aplicativo Snapchat que a pandemia do novo coronavírus "está sendo usada para controle populacional". Ele também afirmou que nunca foi vacinado na vida.

"Pessoalmente, acho que o coronavírus está sendo usado para uma agenda maior", disse o atleta da NBA. "Ele está sendo usado para o controle da população, apenas para poder controlar as massas. Quero dizer, devido ao vírus, o mundo inteiro está sendo controlado", explicou, sem apresentar provas científicas ou estudos para comprovar sua opinião.

O jogador também criticou a obrigatoriedade do uso de máscaras e uma possível exigência de vacina para a covid-19, quando a mesma for desenvolvida.

"Você é obrigado a usar máscaras. E quem sabe o que acontecerá quando a vacina sair. Talvez você precise tomá-la para poder viajar. Isso seria uma loucura", afirmou ele. A posição de Porter Jr. contraria recomendação da OMS (Organização Mundial de Saúde), que incentiva o uso de máscaras para evitar a propagação da covid-19 e também é favorável ao distanciamento social.

Companheiro de time de Porter Jr., o pivô Nikola Jokic foi um dos casos positivos para o novo coronavírus e permaneceu na Sérvia durante o tratamento. Ele é o principal jogador do time, já está recuperado e deve participar do retorno dos jogos. A NBA reinicia hoje a temporada, após quatro meses paralisada.

Porter é contrário a vacina

Além das críticas sem provas ao combate ao coronavírus, Porter Jr. também afirmou aos fãs que nunca recebeu vacina contra nenhuma doença durante toda a vida.

"Eu nunca fui vacinado na minha vida. Eu nunca tomei nenhuma vacina ou algo assim", disse ele. No entanto, uma apuração da emissora CNN Internacional apontou que os alunos da escola em que o atleta estudou são obrigados a cumprir uma política de imunização que incluiu duas doses de vacina.

Todas as falas de Porter vão contra as recomendações e protocolos da OMS (Organização Mundial da Saúde), que incentiva o uso de máscaras em razão da pandemia, a vacinação em todas as faixas etárias e apenas a divulgação de informações baseadas em estudos científicos.

"Mas sim, quero dizer que é uma coisa séria. É uma coisa real. Mas sim, está sendo exagerada", justificou o atleta.

Os Estados Unidos possuem hoje 4.427.620 de infectados e 150.717 mortos pelo novo coronavírus, segundo os dados da Universidade Johns Hiopkins.

Em 48 jogos na temporada 2019-20, Porter obteve uma média de 7,4 pontos. O Denver Nuggets, time em que joga, ocupa a terceira posição da Conferência Oeste e terá o seu primeiro jogo após a parada da pandemia neste sábado (1), contra o Miami Heat.

Basquete