PUBLICIDADE
Topo

Diretor explica por que mulheres de Jordan não apareceram em documentário

Do UOL, em Porto Alegre

29/06/2020 10h46

O documentário Arremesso Final (The Last Dance) contou com detalhes a vida de Michael Jordan na temporada 1997/1998 do Chicago Bulls na NBA. E apesar de trazer uma série de depoimentos, nenhuma das mulheres do craque do basquete aparece na série exibida pelo Netflix. E um dos diretores explicou a razão pela qual isso aconteceu.

Jordan foi casado com Juanita Vanoy de 1989 a 2006, e desde 2013 é marido de Yvette Prieto. Nenhuma delas fez qualquer manifestação na produção.

"Tínhamos uma lista de assuntos para o documentário: jogo, teoria de conspiração sobre aposentadoria, morte do pai, falta de ativismo, companheiros de equipe... Acho que tocamos todas as categorias. Desde o início nos perguntamos se seria um drama profissional ou pessoal. Ambos acreditamos que era algo profissional, então Jasen (Hehir, diretor da série) e eu compartilhamos um total desinteresse por esposas e filhos dos personagens principais", contou o diretor executivo do documentário, Mike Tomlin, à ESPN.

A produção ainda tentou manter a privacidade de Michael Jordan dentro do possível.

"Michael é uma das pessoas mais privadas que conhecemos. Ele está contente de que isso terminou. Ele quer seguir a vida. Ele nunca disse que poderíamos falar com nenhuma de suas esposas. Não achamos que era necessário que a história caminhasse para este extremo", completou.

A série que contou um dos momentos de glória de Jordan no Bulls foi sucesso absoluto ao redor do mundo.

Basquete