PUBLICIDADE
Topo

Basquete


Funeral de Kobe Bryant será dia 24, aberto ao público e na casa dos Lakers

LeBron discursa em homenagem a Kobe Bryant no Staples Center - Kevork Djansezian/Getty Images/AF
LeBron discursa em homenagem a Kobe Bryant no Staples Center Imagem: Kevork Djansezian/Getty Images/AF

Do UOL, em São Paulo

06/02/2020 18h15

Após 11 dias de expectativa, choro e homenagens, o funeral de Kobe Bryant tem data marcada e local para atenderá aos pedidos dos fãs. O astro do basquete será velado no Staples Center, casa dos Los Angeles Lakers, em 24 de fevereiro, em cerimônia aberta ao público. A informação foi confirmada pelo jornal local "The Los Angeles Times" com fontes próximas à organização do evento. A data traz ainda mais significado à cerimônia — 24 era a camisa usada por Kobe, considerado um dos maiores jogadores da história da NBA, desde 2006.

Kobe morreu aos 41 anos em um acidente de helicóptero em Calabasas, próximo a Los Angeles, em 26 de janeiro. O ex-jogador estava no trajeto entre sua casa e a sede da Mamba Academy, organização de basquete criada por ele, para um jogo da filha Gianna, que ao 13 anos já era sondada por treinados de ligas universitárias e morreu ao lado do pai. Entre as demais vítimas do acidente estavam colegas de Gigi e amigos de Kobe: Keri e Alyssa Altobelli, Sarah e Payton Chester, Christina Mauser e o piloto Ara Zobayan.

Na semana passada, o prefeito de Los Angeles, Eric Garcetti, disse que um funeral estava sendo planejado. Desde o acidente, a cidade foi inundada por homenagens a Kobe e sua filha, com memoriais pelas ruas para receber flores, camisas, cartas, bolas de basquete e tênis, e diversos murais com grafites do jogador. Os fãs lotaram o entorno do Staples Center no primeiro jogo dos Lakers em casa criando um grande mar roxo e amarelo no centro de Los Angeles. A noite contou com série de homenagens também dentro da arena e teve direito a choro de LeBron James.

O craque deixa a esposa, Vanessa, e outras três filhas: Natalia, Bianca e a pequena Capri, de apenas sete meses.

O que se sabe do acidente

O helicóptero modelo Sikorsky S-76B fabricado em 1991, com capacidade para 16 passageiros, transportava nove pessoas entre as cidades de Orange e Newbury Park, no estado da Califórnia. Kobe Bryant iria acompanhar um jogo da filha Gianna, que sonhava em ser jogadora profissional de basquete. O voo partiu às 9h06 locais (14h06 no horário de Brasília) e a primeira chamada que relatou um acidente foi recebida às 9h47.

Em Calabasas, cidade da região metropolitana de Los Angeles, numa região montanhosa perto da rodovia Las Virgenes e da rua Willow Glen, o helicóptero colidiu com uma colina enquanto fazia uma curva à esquerda de cerca de 1.400 pés de altura (426,7 m) e explodiu em chamas formando um amplo campo de destroços. A Polícia precisou de uma hora para extinguir o incêndio resultante do acidente, que tinha cerca de 1.000 m² de extensão.

O helicóptero em que estavam Kobe e Gianna Bryant chegou a pertencer ao estado de Illinois e era usado no transporte de autoridades antes de ser adquirido pelo astro do basquete por meio da empresa Island Express Holding Corp.

Basquete