PUBLICIDADE
Topo

Basquete


Acidente de Kobe Bryant tem mais quatro vítimas confirmadas

Local do acidente de Kobe Bryant

Do UOL, em São Paulo

27/01/2020 09h52

A treinadora de basquete Christina Mauser é mais uma vítima do acidente de helicóptero que matou o astro do basquete Kobe Bryant e sua filha Gianna. O marido da técnica, Matt Mauser, escreveu uma mensagem em seu perfil no Facebook para comunicar sobre a tragédia em sua família.

"Meus filhos e eu estamos devastados. Nós perdemos uma mãe e esposa linda hoje em um acidente de helicóptero. Por favor, respeitem nossa privacidade. Obrigado a todos por todas as boas vibrações, elas significam muito", escreveu Mauser.

Christina era técnica assistente do time feminino da escola privada Orange County.

A prefeita da cidade californiana Costa Mesa, Katrina Foley, lamentou a morte de Christina: "Eu acabei de saber que o nosso maravilhoso Matt Mauser, do TijuanaDogs, perdeu sua esposa no acidente. Ela treinou o time feminino. Essa tragédia devastante fica pior a cada hora. Muita dor para muitas famílias. Nossos corações estão quebrados".

Mãe e filha, Sarah Chester e Payton são outras duas vítimas do acidente. A informação foi confirmada por Todd Schmidt, diretor da escola elementar Harbor View. A jovem era colega de time de Gianna Bryant, filha de Kobe.

"Como diretor, trabalhei com algumas famílias incríveis e os Chesters eram uma daquelas. Engajados, solidários, encorajadores e cheios de alegria... Eles tinham os melhores filhos. Enquanto o mundo lamenta a perda de um atleta, lamento a perda de duas pessoas com a mesma importância", declarou Schmidt.

A nona vítima identificada por jornais norte-americanos é o piloto Ara Zobayan. Amigo do comandante, Jared Youchim expressou suas condolências em seu perfil nas redes sociais.

"Ara era um piloto incrível e um grande homem. Ele não era aquele típico piloto egoísta de helicóptero, como a maioria de nós é honestamente. Ara era um homem que sempre se mantinha calmo. À menida que as pessoas que conheciam ele, se abriam e notava como o quanto ele era profissional e amoroso. A perda não é minha, mas de toda a comunidade. Ele impactou a vida de muita gente de forma positiva", escreveu Youchim.

Oficialmente, a polícia não fez a identificação das vítimas. Apesar disso, familiares e imprensa norte-americana confirmaram quem eram nove pessoas que estavam no helicóptero. Além do piloto Ara Zobayan, da treinadora Christina Mauser e Sarah e Payton Chester, a família formada por John Altobelli, Keri e Alyssa, e Kobe e a sua filha Gianna são as vítimas com identidade conhecida.

Segundo as autoridades, a polícia recebeu uma ligação de emergência às 9h47 do horário local (14h47 no horário de Brasília). As viaturas enviadas ao local encontraram um incêndio que sucedeu a queda do helicóptero. Quando os bombeiros puderam checar a aeronave, informou a polícia de LA em entrevista coletiva, já não havia sobreviventes. O piloto e oito passageiros morreram.

Em entrevista coletiva, o xerife de LA, Alex Villanueva, informou que os bombeiros e paramédicos levaram oito minutos para chegar ao local da queda - em uma colina de Calabasas. Mas foi preciso uma hora para extinguir o incêndio resultante do acidente, que tinha cerca de 1.000 m² de extensão. A demora se justificaria pela reação química da fuselagem do helicóptero em meio ao fogo, explicou Villanueva, citando o magnésio como principal fator.

As causas do acidente estão sendo investigadas pela Administração Federal de Aviação dos EUA (FAA, na sigla original), como geralmente ocorre em casos do tipo.

Basquete