Topo

Basquete


LeBron James é criticado por declaração sobre disputa entre NBA e China

LeBron James em cena da série "The Shop" - Divulgação
LeBron James em cena da série "The Shop" Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

15/10/2019 09h53

LeBron James se viu envolvido na disputa entre a NBA e o governo da China, que explodiu na semana passada quando o executivo Daryl Morey, do time do Houston Rockets, tuítou em apoio às manifestações contra o domínio chinês em Hong Kong.

O astro do Los Angeles Lakers se pronunciou sobre o assunto durante uma viagem pela China, dizendo que Morey "não se informou" sobre a situação antes de postar o tuíte.

"Eu não quero entrar em uma guerra de palavras com Daryl Morey, mas acho que ele não se educou sobre a situação antes de falar. Muitas pessoas poderiam ter se machucado, não só física e financeiramente, mas emocional e espiritualmente", disse.

"Temos que tomar cuidado com o que tuítamos, com o que falamos, com o que fazemos", completou. "Temos liberdade de expressão, mas podemos ter muitas coisas negativas que são consequência disso".

Criticado pela declaração, o jogador foi às redes sociais explicar que não quis dizer que Morey estava errado por apoiar os protestos em Hong Kong, mas que ele não tinha "se educado" sobre as consequências do seu tuíte.

"Deixe-me esclarecer a confusão. Eu não acredito que houve qualquer consideração pelas consequências e ramificações do tuíte. Eu não estou discutindo a substância [dele]. Outras pessoas podem fazer isso", escreveu.

"Meu time, e a liga como um todo, acabaram de passar por uma semana difícil. Eu acho que as pessoas precisam entender o que um tuíte, ou uma declaração, pode fazer com outras pessoas. E eu acredito que ninguém parou e pensou sobre o que podia acontecer. [Ele] poderia ter esperado uma semana para tuitar", completou.

Basquete