PUBLICIDADE
Topo

Basquete

Michael Jordan doará US$ 2 milhões a vítimas da tempestade Florence

Michael Jordan é dono do Charlotte Hornets, da Carolina do Norte - Streeter Lecka/Getty Images
Michael Jordan é dono do Charlotte Hornets, da Carolina do Norte Imagem: Streeter Lecka/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

18/09/2018 19h45

Criado na Carolina do Norte, Michael Jordan, anunciou, nesta terça-feira (18), que doará US$ 2 milhões (R$ 8,32 milhões) para a reconstrução da região após a passagem do furacão Florence, nesta semana. O maior jogador da história do basquete dividirá a quantia igualmente entre a Cruz Vermelha Americana e o Fundo de Reposta das Carolinas ao Furacão Florence.

À agência Associated Press, Jordan declarou que o furacão afetou sua "terra natal". "Eu conheço todos esses lugares: Wilmington, Fayetteville, Myrtle Beach, New Bern e Wallace, onde meu pai nasceu. Então, naturalmente, é como se afetasse a minha casa, e eu senti que deveria agir porque ali é minha origem."

Nascido no Brooklyn, em Nova York, Michael Jordan se mudou ainda quando criança para Wilmington, no litoral da Carolina do Norte. Na cidade, jogou no ensino médio pela pela Emsley A. Laney e, na sequência, defendeu a Universidade da Carolina do Norte, em Chapel Hill, a cerca de 260 km ao norte. 

À AP, Jordan afirmou um sobrinho estuda na Universidade da Carolina do Norte de Wilmington. Além dele, uma tia, alguns primos e muitos amigos moram na região costeira do estado.

"No final do dia, isso te faz pensar no caminho que você percorreu e onde a vida te deixou. E pensei que pudesse ajudar de alguma maneira todas aquelas pessoas e lugares, que me ajudaram durante a caminhada", explicou. Nos últimos dias, ele esteve em contato com pessoas conhecidas para se certificar de que todos estavam seguros e sem ferimentos.

Além da doação pessoal, Jordan também tomará medidas através do Charlotte Hornets, franquia da NBA baseada na Carolina do Norte e da qual é dono. Mais de cem funcionários da equipe irão auxiliar no empacotamento de 5 mil caixas de comida, destinadas a Wilmington, Fayetteville, na Carolina do Norte, e Myrtle Beach, na Carolina do Sul.

Os Hornets e a NBA, em conjunto com a empresa Fanatics, também lançaram uma camiseta especial com o logo da franquia entre o mapa das duas Carolinas e a frase "Carolina Strong" ("Carolina Forte", em inglês). Toda a receita gerada por essas peças - que já estão à venda nos sites dessas três empresas por US$ 24,99 (R$ 103,96) - será destinado ao Fundo de Reposta das Carolinas ao Furacão Florence.

"As pessoas têm que entender que este não será um processo de uma semana. Isso causará uma frande ruptura na vida das pessoas, não por dez dias, mas por anos", afirmou Michel Jordan ao jornal The Charlotte Observer. "Eu espero que as pessoas entendam a importância disso e direcionem a atenção a fazer as coisas melhores. Isso demandará um grande esforço [sobre das duas Carolinas", completou, ao Observer. 

Apesar de sua classificação ter caído de furacão de categoria 4 para tempestade tropical e depressão tropical, no final de semana, o Florence já matou pelo menos 32 pessoas na passagem pela costa sudoeste dos Estados Unidos. De acordo com a agência de notícias Ansa, 24 dessas vítimas foram registradas na Carolina do Norte. 

Basquete