Topo

Basquete


Astros da NBA visitam Cristo com Oscar e tietam ex-jogador: 'é um monstro'

Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro

11/10/2013 19h08

Durou pouco, menos de cinco minutos, mas foi tempo suficiente para que alguns astros da NBA realizassem o sonho de conhecer Oscar Schmidt. E o lugar não poderia ser mais convidativo: o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro. Comandados pela jovem estrela John Wall, seis atletas do Washington Wizards visitaram o ponto turístico carioca na tarde desta sexta-feira e passaram de ídolos a fãs no encontro com o ex-jogador brasileiro.

“É muito mágico poder estar neste lugar maravilhoso e conhecer um jogador como o Oscar. É uma figura mundial, ídolo de todos que gostam de basquete. Espero que nos dê sorte”, disse Wall, que defenderá o Wizards na partida deste sábado, contra o Chicago Bulls, na Arena da Barra da Tijuca.

“É um sonho estar neste lugar mundialmente conhecido e ao lado de um ídolo. O Oscar é um monstro, uma lenda. Nem acreditei quando o vi aqui. Lembro bem dele acabando com os Estados Unidos em 1987 [Pan americano]. Temos que aproveitar para tirar foto mesmo”, endossou o britânico Pops Mensah-Bonsu.

Antes do encontro com o ídolo, que chegou cerca de 20 minutos após os astros da NBA, os jogadores do Wizards posaram para foto com fãs e também registraram os momentos.

“É inesquecível isso aqui. Temos que filmar e tirar foto de tudo”, disse John Wall, com o seu moderno celular posicionado para a paisagem do local.

“Aquilo ali é o Maracanã? Nossa, que genial. Realmente dá para ver a cidade inteira aqui de cima. Que lugar espetacular”, completou o jovem armador do Washington Wizards, enquanto observava o estádio de futebol famoso mundialmente.

Nenê ausente
Quem não marcou presença com os seus companheiros foi Nenê. O pivô brasileiro do Washington Wizards esteve com a outra metade do elenco em uma clínica de basquete para crianças do Complexo do Alemão, comunidade carente do Rio de Janeiro.

Sem Nenê e com os outros jogadores do Wizards deixando o Cristo Redentor rapidamente, quem roubou a cena foi Oscar.

“É bom demais voltar ao Cristo após tantos anos, reencontrar esses jovens valores da NBA e ainda receber o carinho do público. Saio renovado, mais uma vez. Isso tudo só me ajuda na recuperação. Vou bater um papo com o cara lá de cima já queestou mais perto [risos]. Ele não vai ganhar essa briga”, brincou o ídolo, relembrando sua luta contra um tumor no cérebro.