PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Campeã olímpica no Rio 2016 pode ser banida do esporte por oito anos

Brianna McNeal em ação na prova com barreiras  - Reprodução
Brianna McNeal em ação na prova com barreiras Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

14/01/2021 17h23

Brianna McNeal, campeã dos 100m com barreiras nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, pode ser banida do esporte por oito anos após uma acusação de violação no exame antidoping.

A Unidade de Integridade do Atletismo (Athletics Integrity Unit, em inglês), confirmou que Brianna foi suspensa provisoriamente com base no Artigo 2.5, que se refere a "adulteração de qualquer parte do controle de doping", sem dar detalhes.

Segundo as regras da entidade, a sanção para uma acusação de adulteração são quatro anos de suspensão. No entanto, a norte-americana foi banida por um ano pela Agência Antidoping dos Estados Unidos em 2017 após "falhas de localização" em 2016 - quando o atleta não comunica sua localização atual. Duas delas aconteceram quando não informou que estava participando de uma festa em sua cidade natal e para a Casa Branca.

A ADR (American Arbitration Association) classificou o caso como "difícil", já que "envolve a imposição de uma pena grave a uma atleta brilhante, que não é acusada ou suspeita de usar substâncias poribidas de qualquer espécie".

À época, McNeal posto um desabafo em usa conta no Instagram. "Sempre competi limpa e fico feliz em ser testada para provar isso. Este é um dos momentos mais difíceis da minha carreira, especialmente depois de ter uma ótima temporada de 2016 - tudo o que eu queria era aproveitar isso, mas Deus tem outros planos". Competindo com seu nome de solteira, Rollins, ela também conquistou o título mundial dos 100m com barreiras no Mundial de Moscou, em 2013.

Esporte