PUBLICIDADE
Topo

Esporte

"Mini Bolt" e modelo fitness: quem é a criança de 7 anos que choca os EUA

Patrick Mesquita

Do UOL, em São Paulo

14/02/2019 04h00

Completar uma corrida de 100m em 13.48 segundos. Pode parecer uma tarefa complicada para muito adulto, mas já é realidade para uma criança de apenas sete anos de idade. Na última semana, Rudolph Ingram atingiu a marca, chocou os Estados Unidos e ganhou o apelido de "mini Bolt".

O vídeo da prova viralizou no Instagram e assusta pela forma como o menino deixa os adversários para trás, como se não houvesse competição. Até aí pode parecer "sorte" ou um feito isolado, mas não tem nada disso. Com apenas 1,20 metros de altura e pouco mais de 20 quilos, o garoto já tem diversos vídeos que mostram força e habilidade atlética incomuns para a idade.

A habilidade de Ingram foi descoberta ainda aos três anos de idade. Como o menino não parava de correr e já demonstrava velocidade acima do normal, os pais decidiram incentivar. Hoje, ele já tem 36 medalhas (20 de ouro) e é recordista nacional nas provas de 55m, além de ocupar o terceiro lugar nos 100m.

Todo o talento rendeu uma fama também acima de qualquer criança da mesma idade. A conta oficial de Ingram no Instagram já supera 300 mil seguidores. Mas nem pense que o garoto fica soberbo ou tímido com a fama atingida tão cedo. Em entrevista ao UOL Esporte, o pai do menino disse que ele já tem maturidade para lidar com todo o sucesso e que o filho pode ser maior do que até mesmo o jamaicano Usain Bolt.

"Ele ama toda essa atenção porque isso vem de um trabalho duro feito por ele. Eu também amo isso porque isso inspira as pessoas. Eu acho que ele pode ser maior do que a vida. Eu não gosto de compará-lo com ninguém", afirma Rudolph Ingram Sr., responsável pelas redes sociais do filho.

Além de toda a velocidade, o menino também chama atenção pelo físico. Mesmo aos sete anos, ele tem o corpo com músculos definidos como o de um atleta profissional e se apresenta como "modelo fitness". Toda a preparação é feita pelo pai, que nega forçar Ingram a exercícios pesados.

"Críticas não merecem atenção ou resposta. Ele é algo que o mundo nunca viu antes. As pessoas tentam distorcer quando você é diferenciado. O treino dele não é pesado, é correto. Ele come corretamente, o que faz com que ele consiga ter uma performance de alto nível", completa.

Estrela do futebol americano e sonho olímpico

Nascido em Tampa Bay, na Flórida, o menino não é um fenômeno apenas nas pistas e também assusta pela qualidade jogando futebol americano. Running back do Tampa Ravens, ele foi MVP (jogador mais valioso) da temporada regular e dos playoffs, conseguindo nada menos do que 10 touchdowns.

Last Flag Game Pro Bowl Highlights ????

A post shared by Blaze The Great (@blaze_813) on

Assim como no atletismo, os vídeos jogando futebol americano chamam atenção. Ingram mostra agilidade acima da média e dificilmente é parado por algum adversário, principalmente quando parte em velocidade.

Só que, por enquanto, não há qualquer chance de o garoto escolher apenas um esporte. De acordo com o pai, Ingram já decidiu que o plano é virar profissional na NFL (liga de futebol americano dos Estados Unidos) e atleta olímpico.

Esporte