Topo

Esporte


Queniana supera cansaço da subida e vence a São Silvestre; brasileira é 6ª

Do UOL, em São Paulo

31/12/2013 09h31

A queniana Nancy Kipron conquistou nesta terça-feira a prova feminina da São Silvestre. Depois de chegar alguns anos entre as favoritas, ela conseguiu enfim confirmar a condição: disparou na liderança, correu sozinha boa parte dos 15 km e ainda superou o desgaste da subida final da prova para conquistar o título.

A melhor brasileira foi Sueli Pereira da Silva, que terminou na sexta posição. Completaram as três primeiras colocadas a etíope Kebede Gudeta e Jackeline Juma, da Tanzânia.

Kipron conseguiu a liderança da prova com tranquilidade e o maior risco foi na Avenida Brigadeiro Luiz Antonio. A queniana não escondeu o cansaço durante todo o trecho e olhava por sobre o ombro para procurar rivais. Mas nunca foi alcançada e cruzou a linha de chegada em 51min58s.

Já com cerca de 4 km de prova, as brasileiras já começaram a ficar para trás, deixando um duelo particular entre estrangeiras na São Silvestre, com destaque para vencedoras dos anos anteriores, mostrando que estavam firmes na briga por mais uma medalha – e, claro, a premiação.

Nancy Kipron, sempre uma das favoritas mas ainda em busca de seu primeiro título, foi quem acabou ganhando a frente com mais de um terço passado da prova. A queniana abriu muito espaço de frente antes da subida da Av. Brigadeiro Luiz Antonio e deixou difícil qualquer reação de adversárias na prova mais tradicional do calendário brasileiro de atletismo.

Kipron foi tricampeã da Volta da Pampulha e também venceu a Corrida de Reis de 2013. Antes da prova, o técnico brasileiro Coquinho, que trabalha com a atleta, havia afirmado que o lado psicológico da queniana seria determinante para ela enfim conseguir uma vitória na São Silvestre. E, desta vez, deu tudo certo para ela.

Mais Esporte