PUBLICIDADE
Topo

Genial/Quaest no RJ: com Garotinho na disputa, Castro e Freixo empatam

Do UOL, em São Paulo

14/07/2022 09h10Atualizada em 20/07/2022 16h43

Quaest - Pesquisa confiável -  -

Pesquisa realizada pelo Instituto Quaest, contratada pelo Banco Genial e divulgada hoje, aponta o governador Cláudio Castro (PL) com 24% das intenções de voto e o deputado federal Marcelo Freixo (PSB), com 22%, no primeiro turno da disputa pelo governo do Rio de Janeiro. Como a margem de erro é de 2,8 pontos percentuais para mais ou para menos, há um empate técnico entre os dois.

Esse resultado é o do cenário principal, com nove pré-candidatos na pesquisa estimulada —quando os entrevistados recebem uma lista prévia de nomes. Foram testados outros quatro cenários, e em todos há empate técnico entre Castro e Freixo.

Foi a primeira vez em que o ex-governador Anthony Garotinho (União Brasil) foi incluído. Ele aparece com 6% das intenções de voto, assim como o ex-prefeito de Niterói Rodrigo Neves (PDT).

Cyro Garcia (PSTU), Felipe Santa Cruz (PSD) e Eduardo Serra (PCB) ficaram com 2% cada. Paulo Ganime (Novo) e o Coronel Emir Larangeira (PMB) tiveram 1%. Considerando a margem de erro, esses pré-candidatos estão tecnicamente empatados com Garotinho e Neves.

Brancos, nulos e não pretendem votar somaram 24%, enquanto os indecisos foram 10%

Apesar de constar na sondagem, Santa Cruz deixou a disputa pelo Palácio Guanabara para ser o vice de Neves, segundo informações do jornal Folha de S.Paulo. O anúncio foi feito ontem pelo prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), que comunicou a decisão de sua legenda de apoiar a candidatura de Neves. A Quaest não testou um cenário com o nome de Garotinho e sem o de Santa Cruz.

A pesquisa não é comparável com edição realizada em maio, já que, além da inclusão de Garotinho, foram adicionados os nomes de Cyro Garcia, Eduardo Serra e do Coronel Emir Larangeira. Também foi removido o nome do deputado estadual André Ceciliano (PT).

A sondagem ouviu 1.200 pessoas presencialmente entre os dias 8 e 11 de julho. O índice de confiança é de 95% e o custo foi de R$ 123.500. O registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) é RJ-05160/2022.

Primeiro turno

Foram testados cinco cenários para o primeiro turno, e em todos eles houve empate entre Castro e Freixo, dentro da margem de erro.

Cenário 1

  • Cláudio Castro (PL): 24%
  • Marcelo Freixo (PSB): 22%
  • Anthony Garotinho (União Brasil): 6%
  • Rodrigo Neves (PDT): 6%
  • Cyro Garcia (PSTU): 2%
  • Felipe Santa Cruz (PSD): 2%
  • Eduardo Serra (PCB): 2%
  • Paulo Ganime (Novo): 1%
  • Coronel Emir Larangeira (PMB): 1%
  • Branco/nulo/não pretende votar: 24%
  • Indecisos: 10%

Cenário 2

  • Cláudio Castro (PL): 24%
  • Marcelo Freixo (PSB): 23%
  • Rodrigo Neves (PDT): 7%
  • Cyro Garcia (PSTU): 2%
  • Felipe Santa Cruz (PSD): 2%
  • Eduardo Serra (PCB): 2%
  • Paulo Ganime (Novo): 1%
  • Coronel Emir Larangeira (PMB): 1%
  • Branco/nulo/não pretende votar: 27%
  • Indecisos: 11%

Cenário 3

  • Cláudio Castro (PL): 25%
  • Marcelo Freixo (PSB): 23%
  • Rodrigo Neves (PDT): 8%
  • Felipe Santa Cruz (PSD): 3%
  • Paulo Ganime (Novo): 2%
  • Branco/nulo/não pretende votar: 29%
  • Indecisos: 9%

Cenário 4

  • Cláudio Castro (PL): 25%
  • Marcelo Freixo (PSB): 22%
  • Anthony Garotinho (União Brasil): 6%
  • Rodrigo Neves (PDT): 6%
  • Felipe Santa Cruz (PSD): 3%
  • Branco/nulo/não pretende votar: 29%
  • Indecisos: 9%

Cenário 5

  • Cláudio Castro (PL): 26%
  • Marcelo Freixo (PSB): 25%
  • Rodrigo Neves (PDT): 9%
  • Paulo Ganime (Novo): 2%
  • Branco/nulo/não pretende votar: 29%
  • Indecisos: 10%

Pesquisa espontânea

Na pesquisa espontânea, quando os entrevistados não recebem uma lista prévia de pré-candidatos, Castro e Freixo também empatam tecnicamente dentro da margem de erro —o governador com 10%, e o deputado federal, com 5%. Os indecisos foram 79% dos entrevistados, e 3% citaram outros nomes.

  • Cláudio Castro (PL): 10%
  • Marcelo Freixo (PSB): 5%
  • Outros: 3%
  • Branco/nulo/não pretende votar: 3%
  • Indecisos: 79%

Segundo turno

A Quaest fez a simulação de cinco cenários para o segundo turno. Na disputa entre Castro e Freixo, o governador ficou com 36%, e o deputado federal com 31%. Portanto, eles também empatam na margem de erro. Brancos, nulos e não pretendem votar somaram 27%, e os indecisos foram 6%.

Nos demais cenários, tanto Castro quanto Freixo vencem Neves e Garotinho.

Veja os resultados a seguir:

Cenário 1

  • Cláudio Castro (PL): 36%
  • Marcelo Freixo (PSB): 31%
  • Branco/nulo/não pretende votar: 27%
  • Indecisos: 6%

Cenário 2

  • Cláudio Castro (PL): 37%
  • Rodrigo Neves (PDT): 21%
  • Branco/nulo/não pretende votar: 33%
  • Indecisos: 8%

Cenário 3

  • Cláudio Castro (PL): 44%
  • Anthony Garotinho (União Brasil): 19%
  • Branco/nulo/não pretende votar: 31%
  • Indecisos: 6%

Cenário 4

  • Marcelo Freixo (PSB): 31%
  • Rodrigo Neves (PDT): 24%
  • Branco/nulo/não pretende votar: 38%
  • Indecisos: 7%

Cenário 5

  • Marcelo Freixo (PSB): 38%
  • Anthony Garotinho (União Brasil): 21%
  • Branco/nulo/não pretende votar: 36%
  • Indecisos: 5%

Sobre o instituto

O Quaest é um instituto de pesquisas com sede em Belo Horizonte. Até 2020, segundo dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a empresa realizava pesquisas eleitorais só em Minas Gerais. Hoje, faz levantamentos sobre intenções de voto para presidente, governador e para o Senado em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Bahia. O instituto tem uma parceria com a Genial Investimentos, a qual financia levantamentos para as eleições de 2022. As pesquisas são realizadas com entrevistas presenciais.