PUBLICIDADE
Topo

Governo do RS: Ex-governador tucano Eduardo Leite fecha sabatinas UOL/Folha

Arte/UOL
Imagem: Arte/UOL

Do UOL, em São Paulo

20/06/2022 04h00Atualizada em 20/06/2022 10h50

Hoje (20), às 16h, o UOL, em parceria com a Folha de S.Paulo, sabatina o pré-candidato à reeleição do governo do Rio Grande do Sul Eduardo Leite (PSDB). Ele renunciou para tentar disputar a Presidência, como indicado pela chamada terceira via, mas o nome escolhido foi o da senadora Simone Tebet (MDB).

A estreia do ciclo foi na segunda-feira passada, com Edegar Pretto, do PT, seguida de Vieira da Cunha (PDT).

Heinze (PP) foi entrevistado na terça. Beto Albuquerque (PSB) e Gabriel Souza (MDB) falaram na quarta. Pela manhã, é a vez de Onyx Lorenzoni (PL).

As entrevistas acontecem sempre ao vivo, com uma hora de duração e com transmissão pela internet nos sites e perfis nas redes sociais do UOL e da Folha. Os entrevistadores são os colunistas do UOL Kennedy Alencar e Tales Faria e editora Alexa Salomão, da Folha.

Se houver segundo turno, as sabatinas serão realizadas na semana de 17 a 21 de outubro.

Calendário das sabatinas no Rio Grande do Sul

  • 20/06 - 10h - Onyx Lorenzoni (PL)
  • 20/06 - 16h - Eduardo Leite (PSDB)

O que diz a pesquisa Real Time Big Data

Pesquisa Real Time Big Data, contratada pela TV Record e divulgada em maio, mostra o ex-ministro Onyx Lorenzoni (PL) liderando a corrida eleitoral. Com 23% das intenções de voto, ele fica à frente de todos os demais candidatos, que não conseguem alcançá-lo nem dentro da margem de erro, que é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Atrás de Onyx, aparecem oito adversários empatados tecnicamente. São eles: Edegar Pretto (PT) e Ranolfo Vieira Jr. (PSDB), ambos com 7%; Beto Albuquerque (PSB), Pedro Ruas (PSOL) e Luis Carlos Heinze (PP), os três com 6%; além de Vieira da Cunha (PDT), com 3%, Gabriel Souza (MDB), com 2%, e Roberto Argenta (PSC), com 1%.

Na segunda, Eduardo Leite anunciou que vai concorrer à reeleição no lugar de Ranolfo Vieira Jr., seu correligionário e atual governador após ele renunciar.

Nas próximas semanas, também serão feitas sabatinas com candidatos ao governo do Ceará.