PUBLICIDADE
Topo

Exame/Ideia no RJ: Castro (24%) e Freixo (23%) estão tecnicamente empatados

O deputado federal Marcelo Freixo (à esquerda) e o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (à direita) - Marina Ramos/Câmara dos Deputados e Wallaca Silva/Fotoarena/Estadão Conteúdo
O deputado federal Marcelo Freixo (à esquerda) e o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (à direita) Imagem: Marina Ramos/Câmara dos Deputados e Wallaca Silva/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

16/06/2022 15h46


O atual governador do Rio de Janeiro Cláudio Castro (PL) e o deputado federal Marcelo Freixo (PSB) estão tecnicamente empatados na disputa pelo governo do estado fluminense. De acordo com a pesquisa do Instituto Ideia, contratada e publicada pela revista Exame nesta quinta-feira (16), eles têm respectivamente 24% e 23% das intenções de voto.

Os números são da pesquisa estimulada, na qual é apresentada uma lista de candidatos a quem responde. O empate técnico se deve à margem de erro da pesquisa, que é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

"O governador Cláudio Castro tem bastante espaço de crescimento por causa da aprovação de seu próprio governo e entre quem considera a gestão de Bolsonaro boa ou ótima", afirmou Cila Schulman, vice-presidente do instituto de pesquisa Ideia.

Atrás de Castro e Freixo, estão os ex-prefeitos Marcelo Crivella (Republicanos), do Rio, com 10% e Rodrigo Neves (PDT), de Niterói, com 8%, também empatados. Brancos, nulos e eleitores que não votariam em ninguém respondem por 8% dos votos e 17% dizem não saber em quem votar.

Neste cenário, Felipe Santa Cruz (PSD) tem 3%; Emir Larangeira (PMB), Cyro Garcia (PSTU) e Paulo Ganime (Novo), 2% cada um. Já Eduardo Serra (PCB) e Milton Temer (PSol), 1% cada.

No cenário sem Crivella, também há empate técnica: Castro tem 29% e Freixo, 25%. Neves tem 10%. O quarto colocado é Santa Cruz, com 3%. Ganime, Larangeira e Garcia têm 2% cada um. Serra e Temer, 1% cada. Brancos, nulos e eleitores que não votariam em ninguém somam 9% e 16% afirmam não saber em quem vão votar.

A pesquisa foi a primeira feita pelo Instituto Ideia para o governo do Rio nas eleições de 2022. Para o levantamento, 1000 pessoas foram ouvidas entre os dias 10 e 15 de junho por meio de chamadas tanto para telefones fixos quanto para celulares. A pesquisa tem intervalo de confiança de 95%, custou R$ 19.480 e foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número RJ-02458/2022.

Primeiro turno

Cenário 1

  • Cláudio Castro (PL): 24%
  • Marcelo Freixo (PSB): 23%
  • Marcelo Crivella (Republicanos): 10%
  • Rodrigo Neves (PDT): 8%
  • Felipe Santa Cruz (PSD): 3%
  • Emir Larangeira (PMB): 2%
  • Cyro Garcia (PSTU): 2%
  • Paulo Ganime (Novo): 2%
  • Eduardo Serra (PCB): 1%
  • Milton Temer: 1%
  • Brancos/Nulos/Ninguém: 8%
  • Não sabem: 17%

Cenário 2

  • Cláudio Castro (PL): 29%
  • Marcelo Freixo (PSB): 25%
  • Rodrigo Neves (PDT):10%
  • Felipe Santa Cruz (PSD): 3%
  • Emir Larangeira (PMB): 2%
  • Cyro Garcia (PSTU): 2%
  • Paulo Ganime (Novo): 2%
  • Eduardo Serra (PCB): 1%
  • Milton Temer: 1%
  • Brancos/Nulos/Ninguém: 9%
  • Não sabem: 16%

Pesquisa espontânea

Na pesquisa espontânea (na qual os entrevistados não recebem uma lista prévia de pré-candidatos), Castro tem 18%; Freixo, 13%; Crivella e Neves, 2% cada um; Santa Cruz, 1%; Brancos, nulos e eleitores que não votariam em ninguém são 16% e 46% dos eleitores dizem não saber em quem vão votar.

Embora não apareça entre os nomes na disputa pelo governo do estado hoje, o prefeito do Rio Eduardo Paes (PSD) é lembrado por 1% dos entrevistados na espontânea.

  • Cláudio Castro (PL): 18%
  • Marcelo Freixo (PSB): 13%
  • Marcelo Crivella (Republicanos): 2%
  • Rodrigo Neves (PDT): 2%
  • Felipe Santa Cruz (PSD): 1%
  • Paulo Ganime (Novo): 1%
  • Eduardo Paes (PSD): 1%
  • Cyro Garcia (PSTU): 0,3%
  • Eduardo Serra (PCB): 0,2%
  • Emir Larangeira (PMB): 0,1%
  • Milton Temer: 0,1%
  • Outro: 0,1%
  • Brancos/Nulos/Ninguém: 16%
  • Não sabem: 46%

Segundo turno

Três cenários de segundo turno foram analisados pelo instituto. No primeiro, Castro vence Freixo por 38% a 32%, com 17% dos eleitores dizendo não saber em quem votariam e 13% respondendo que não escolheriam ninguém ou votariam em branco ou nulo.

  • Cláudio Castro (PL): 38%
  • Marcelo Freixo (PSB): 32%
  • Brancos/Nulos/Ninguém: 13%
  • Não sabem: 17%

No segundo cenário, Castro vence Neves por 40% a 26%, com 16% dos eleitores dizendo não saber em quem votariam e 18% respondendo que não escolheria ninguém ou votaria em branco ou nulo.

  • Cláudio Castro (PL): 40%
  • Rodrigo Neves (PDT): 26%
  • Brancos/Nulos/Ninguém: 18%
  • Não sabem: 16%

No terceiro cenário, Castro vence Santa Cruz por 46% a 21%, com 15% dos eleitores dizendo não saber em quem votariam e 18% respondendo que não escolheria ninguém ou votaria em branco ou nulo.

  • Cláudio Castro (PL): 46%
  • Felipe Santa Cruz (PSD): 21%
  • Brancos/Nulos/Ninguém: 18%
  • Não sabem: 15%

Sobre o instituto

O Instituto Ideia, antigo Ideia Big Data, foi fundado em 2011 e até 2018 realizava pesquisas eleitorais para divulgação exclusiva para seus clientes. Desde julho de 2020, o Ideia mantém uma parceria com a revista Exame, a qual financia e divulga seus levantamentos sobre intenções de voto. Segundo o próprio Ideia, os métodos utilizados para os levantamentos variam. O Ideia se diz "agnóstico em termos de metodologia" e faz levantamentos eleitorais usando qualquer método.