PUBLICIDADE
Topo

ACM Neto promete concursos para polícias e culpa PT pela violência

Pedro Vilas Boas e Matheus Mattos

Colaboração para o UOL

25/05/2022 10h53Atualizada em 25/05/2022 12h13

O pré-candidato do União Brasil ao governo da Bahia, ACM Neto, prometeu concursos para policiais e culpou o PT pela violência no estado da Bahia, durante sabatina UOL/Folha realizada hoje.

O ex-prefeito de Salvador apresentou possibilidades para melhorar a segurança e afirmou que o estado: "Tem que fazer concurso imediatamente para as polícias".

"Há um déficit grande na tropa da PM e também nos profissionais da área civil. Vai ter que se trabalhar na valorização da carreira, porque os policiais estão desmotivados. Tem que equipar a polícia e trabalhar com inteligência."

Ele ainda culpou o PT pela violência no estado e disse que, na Bahia, "as coisas saíram do controle". "A primeira coisa vai ser mudança de postura, o governador tem que encarar o problema."

"Nestes 16 anos, os governadores simplesmente se esquivaram do problema, procuraram culpados e desculpas. É óbvio que sabemos que o problema da violência está espalhado no Brasil, entretanto, muitos estados brasileiros conseguiram resultados importantes nos últimos anos", disse direcionando críticas à gestão do petista Rui Costa.

ACM Neto também se posicionou a favor do investimento para tecnologia de reconhecimento facial, mesmo dizendo que "o resultado não compensou". "Agora, o investimento está feito, está aí. Eu sou particularmente a favor do que é disponível em termos de tecnologia de ponta. Temos que colocar para funcionar, dar resultado", disse, se colocando contra as câmeras nas fardas policiais.

Prefeito de Salvador por dois mandatos, ACM Neto teve boa aprovação e conseguiu eleger seu sucessor no cargo, Bruno Reis, também do União Brasil.

Na área da educação, ele prometeu parceria entre estado e municípios.

"Eu quero criar um fundo de maneira que a gente possa intervir, ajudar, dar suporte às redes municipais. Nós vamos chegar ajudando e apoiando. Existem casos de sucesso, como é o caso do Ceará", e acrescentou: "Investir pesado na qualidade do ensino com tecnologia e ensino a distância. Problema com dinheiro não pode ser desculpa".

Ele foi a favor da concessão da Embasa (companhia de saneamento do estado) e disse que a Bahiagás "pode ser privatizada".

ACM Neto foi favorável à construção da ponte Salvador-Itaparica e disse que a revisão dos números "vai ser uma das primeiras tarefas do próximo governo".

"Sempre defendi a existência dela enquanto projeto. A questão é conseguir montar a equação econômica, modelagem que o estado suporte a contrapartida que ele precisa dar."

Pesquisa Genial/Quaest

Segundo pesquisa Genial/Quaest divulgada no dia 18, o ex-prefeito de Salvador ACM Neto (União Brasil) está na liderança de intenção de votos para o governo da Bahia. Com 67%, ele venceria no primeiro turno caso as eleições fossem hoje.

Os demais candidatos somam 12% das intenções de voto. O ex-secretário de Educação da Bahia Jerônimo Rodrigues (PT) tem 6%; o ex-ministro da Cidadania João Roma (PL), 5%; e o professor Kleber Rosa (PSOL), 1%. Como a margem de erro é de 2,9 pontos percentuais para mais ou para menos, esses três pré-candidatos empatam tecnicamente. O professor Giovani Damico (PCB) não pontuou.

Brancos, nulos e aqueles que disseram que não pretendem votar somam 12%. Indecisos são 8%.

Calendário das sabatinas na Bahia

  • 26/05 - 10h - Kleber Rosa (PSOL)
  • 27/05 - 10h - Jerônimo Rodrigues (PT)

Nas próximas semanas, também serão feitas sabatinas com candidatos ao governo do Paraná, Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Sul.