PUBLICIDADE
Topo

Moro cita pesquisa e diz que seria 'uma honra' ser senador por SP

O ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) - REUTERS/ADRIANO MACHADO
O ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) Imagem: REUTERS/ADRIANO MACHADO

Do UOL, em São Paulo

24/05/2022 19h34

O ex-ministro e ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) agradeceu aos paulistas que declararam intenção de voto nele na pesquisa Real Time Big Data divulgada ontem. Segundo ele, seria "uma honra" representar São Paulo.

"Agradeço ao povo paulista pelos 20% de intenções de voto para mim ao Senado Federal", disse.

Em pesquisa divulgada ontem, o ex-ministro apareceu em segundo lugar, com 20% das intenções, e atrás do jornalista José Luiz Datena (PSC), que tem 29% dos votos. Mas, como a margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, Moro empata tecnicamente com o ex-governador Márcio França (PSB), que registrou 16%. Essa foi a primeira vez que o político do União Brasil foi incluído na sondagem.

Na semana passada, Moro admitiu ser "possível e provável" que ele dispute uma vaga no Senado por SP. Em entrevista a um programa de rádio na web, ele disse que o cenário ainda estava em "construção" junto ao partido, e não descartou ser "candidato a uma outra posição".

No início da vida política, o ex-ministro foi apresentado primeiro como pré-candidato à Presidência da República pelo Podemos - e oscilava entre a 3ª e a 4ª colocação nas pesquisas -, mas acabou mudando de legenda no penúltimo dia da janela partidária, e se filiando ao União Brasil.

Quando mudou para o partido que o abriga hoje, Moro chegou a dizer que tinha desistido de disputar a vaga para o Planalto. Depois, convocou a imprensa e disse que "não desistiu de nada", mas que também não seria candidato a deputado federal.

À época, o partido divulgou comunicado explicando que o convite feito a Moro foi para concorrer à vaga na Câmara dos Deputados ou, eventualmente, ao Senado. Atualmente, o escolhido para a corrida à Presidência pelo União Brasil é o presidente nacional da legenda, Luciano Bivar.