PUBLICIDADE
Topo

Após crítica de Datena, Costa Neto recua e diz que partido 'precisa' dele

Valdemar Costa Neto - Reprodução/Twitter/PL
Valdemar Costa Neto Imagem: Reprodução/Twitter/PL

Beatriz Gomes

Do UOL, em São Paulo

23/05/2022 23h45Atualizada em 24/05/2022 23h36

Valdemar Costa Neto, presidente do PL, partido do atual mandatário Jair Bolsonaro, divulgou um vídeo para amenizar as notícias que apontam que ele teria dito que apresentador José Luiz Datena (PSC), pré-candidato ao Senado por São Paulo, não contaria com candidatura solidificada por causa de "coisa no passado". Ao saber da declaração, em resposta à Veja, Datena rebateu a crítica de Costa Neto. No vídeo de hoje, o cacique do PL ainda declarou que a sigla "precisa" da candidatura do jornalista.

Neste mês, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o apresentador sairá como candidato ao Senado Federal na chapa do ex-ministro e candidato ao governo de São Paulo Tarcísio Gomes de Freitas (Republicanos), que é apoiado pelo atual mandatário. A declaração do presidente foi concedida à CNN Brasil.

Segundo a revista, o comentário de Costa Neto sobre o "passado" do pré-candidato ocorreu na sexta-feira (20) durante um almoço realizado pela Esfera Brasil. No evento, o líder do PL pontuou essa questão, mas disse que torce pela candidatura do apresentador e que o comunicador seria "imbatível" nas urnas.

Hoje, em um vídeo obtido pelo UOL, Costa Neto amenizou a situação e declarou que sua fala sobre o passado do jornalista seria "um comentário sobre as campanhas passadas, que não deu certo a candidatura".

Minhas amigas e meus amigos do Partido Liberal, quero dar uma explicação para todos vocês sobre o jornalista Datena. Fiz um comentário em uma reunião que eu fui na semana passada em que eu falei que ele seria um forte candidato, o mais forte candidato ao Senado em São Paulo. Eu fiz um comentário sobre as campanhas passadas, que não deu certo a candidatura. Mas nessa eleição vai dar certo. Valdemar Costa Neto, presidente do PL

O presidente do partido de Bolsonaro, que deve disputar a reeleição, ainda exaltou o comunicador e disse que a sigla "precisa" de Datena para concorrer ao Senado.

"Eu quero deixar bem claro: que nós precisamos do Datena como candidato ao Senado com o Tarcísio e com o Bolsonaro. Tarcísio para governador e Bolsonaro para presidente, porque o Datena vai estourar de voto em São Paulo. O Datena tem muito prestígio. E eu quero dizer a você, Datena: que você será sempre bem-vindo na nossa coligação, estamos juntos", concluiu o cacique no vídeo de um minuto.

Pesquisa realizada pelo Instituto Quaest, contratada pelo Banco Genial e divulgada no dia 12, mostrou o apresentador na liderança para o Senado em São Paulo, com 28% das intenções de voto. Ele é seguido pelo ex-ministro Sergio Moro (União Brasil), com 16%, em um dos cenários testados na pesquisa estimulada — quando os nomes dos pré-candidatos são apresentados ao eleitor.

Entenda o caso

Segundo a revista Veja, Costa Neto teria declarado que Datena não contaria com candidatura solidificada por causa de "coisa no passado" e porque o comunicador já criticou diversos políticos — o que poderia ser um impasse para ganhar a disputa. Datena rebateu a suposta fala do cacique do PL.

"Ele [Valdemar Costa Neto] saiu da cadeia outro dia", rebateu Datena em declaração à Veja na última semana. Costa Neto foi um dos pivôs do Mensalão — pelo qual foi preso e condenado.

Segundo a revista, o comentário de Costa Neto sobre o "passado" do pré-candidato ocorreu durante um almoço realizado pela Esfera Brasil na última semana. No evento, o líder do PL pontuou essa questão, mas disse que torce pela candidatura do apresentador e que o comunicador seria "imbatível" nas urnas.

Não pode o Valdemar Costa Neto dizer que eu tenho coisa no passado. Se ele acha isso, manda ele dizer. Eu sei o que ele tem no passado, ele saiu da cadeia outro dia. O Brasil inteiro sabe. Manda ele dizer o que eu tenho no passado. Não venha falar do meu passado, que meu passado eu procuro mantê-lo ilibado. Não pode o cara que saiu da cadeia me encher o saco. Datena em declaração à Veja antes de entrar ao vivo em seu programa

Já durante o Brasil Urgente, da TV Bandeirantes, Datena afirmou que "bandidos" que "saíram da cadeia outro dia falando bobagem da vida dos outros". Ele não citou o nome de Costa Neto.

À revista, o apresentador não confirmou a sua candidatura. O pré-candidato já esteve na lista de candidatos nos pleitos de 2016, 2018 e 2020, mas desistiu de concorrer.