PUBLICIDADE
Topo

Após debate entre Ciro e Duvivier, Bolsonaro posta meme ironizando

Presidente Jair Bolsonaro gesticula fazendo armas durante evento em Brasília - REUTERS/Andressa Anholete
Presidente Jair Bolsonaro gesticula fazendo armas durante evento em Brasília Imagem: REUTERS/Andressa Anholete

Do UOL, em São Paulo

20/05/2022 21h33

O presidente Jair Bolsonaro (PL) postou uma foto ironizando o debate feito hoje em transmissão ao vivo pelo presidenciável do PDT, Ciro Gomes, e o humorista Gregório Duvivier.

O chefe do Executivo publicou no Twitter uma imagem dele virado para uma televisão, na qual foi sobreposta uma captura de tela do debate feito em live hoje à noite. O presidente optou por não legendar a foto.

O debate entre Ciro e Duvivier começou com elogios trocados, mas logo o debate subiu o tom e repetiu as farpas enviadas um ao outro pelo Twitter ao longo da semana. Ao fim da live, eles encontraram um tom mais ameno e discutiram, de forma mais calma, as candidaturas à Presidência e alinhamentos políticos.

O tópico principal da discussão e discordância entre os dois foi o apoio dado pelo humorista em um episódio de Greg News, programa de Duvivier na HBO, ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no pleito deste ano. Ciro falou hoje na live que dar preferência ao petista é "uma coisa contra mim" e disse que ele é "um corrupto".

"Você está fazendo jogada ensaiada", respondeu quando o ator falou que o petista havia sido inocentado. "Você caiu como um patinho, levando as pessoas a votar por medo do fascismo. E Bolsonaro, do outro lado, levando as pessoas a votar por medo do comunismo", afirmou.

Já Duvivier disse que o oponente no debate é "chato para caramba, chama a pessoa e não deixa ela falar [...] Você tem debatido sozinho, briga com a sombra".

No horário marcado para terminar a live, Duvivier disse ter ficado decepcionado e Ciro falou ter sido alvo de "insinuações malévolas" antes de encontrarem novamente um tom mais cordial.

Corrida eleitoral

Ciro tende a aparecer em terceiro lugar na maioria das pesquisas eleitorais que avaliam as intenções de votos para o pleito presidencial. O pedetista, geralmente, aparece depois de Lula e Bolsonaro nos levantamentos.

Pesquisa Ipespe contratada pela XP Investimentos divulgada hoje aponta o ex-presidente à frente na corrida presidencial, com 44% das intenções de voto na pesquisa estimulada —quando é apresentada a lista de nomes dos pré-candidatos. Bolsonaro é o segundo, com 32%. Os percentuais foram os mesmos registrados na rodada anterior, divulgada na semana passada.

Assim como Lula e Bolsonaro, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) também ficou estável, com 8% das intenções de voto.

O ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) oscilou positivamente de 3% para 4%. O deputado federal André Janones (Avante) registrou os mesmos 2% do levantamento anterior, enquanto a senadora Simone Tebet (MDB) oscilou positivamente de 1% para 2%. Como a margem de erro é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos, esses pré-candidatos estão tecnicamente empatados.