PUBLICIDADE
Topo

Presidente do PSOL: Pauta das eleições será inflação e fome, não 'kit gay'

Colaboração para o UOL

16/05/2022 19h24

O presidente do PSOL, Juliano Medeiros, afirmou hoje que o presidente Jair Bolsonaro (PL) está "desesperado" porque a agenda das eleições deste ano favorecem as ideias de esquerda, como a promoção de políticas públicas e a proteção dos mais vulneráveis.

Na avaliação de Medeiros, além de ter perdido o controle da agenda, diferentemente do que ocorreu em 2018, quando Bolsonaro se elegeu presidente da República, este ano não serão discutidas questões como "kit gay" e Venezuela e Cuba.

"Vamos debater inflação, perda de poder de consumo das famílias, a volta da fome e do desemprego, e o aumento exorbitante dos combustíveis", disse em entrevista ao UOL News.

Para o presidente do PSOL, as pautas ajudaram a extrema direita na última eleição. "Questões morais e de costumes, luta contra corrupção e anticomunismo favoreceu uma figura como Jair Bolsonaro", opinou.

Medeiros também incluiu à lista o atentado que o chefe do Executivo sofreu quando ainda estava em campanha eleitoral e o "uso indiscriminado de ferramentas para difundir mentiras e atacar adversários."