PUBLICIDADE
Topo

Oyama: 'Declaração de Tebet sobre encabeçar 3ª via irrita Luciano Bivar'

Colaboração para o UOL, em Brasília *

19/04/2022 10h26Atualizada em 16/05/2022 17h42

O pré-candidato à Presidência da República pelo União Brasil, Luciano Bivar, irritou-se por considerar que Simone Tebet (MDB-MS), colega do bloco apelidado de "centro democrático" e que reúne políticos da chamada "terceira via", tem usado o fato de ser mulher para exigir o lugar de cabeça de chapa do grupo. A informação é da colunista Thaís Oyama, em participação no videocast O Radar das Eleições, do UOL.

"O centro democrático mal nasceu e já está se fazendo em cacos. Luciano Bivar reclamou pontualmente da entrevista da Simone Tebet ao UOL. Ele disse a interlocutores próximos que ficou indignado", revelou Oyama, citando o trecho da entrevista em que Tebet afirma que, se ela não for cabeça de chapa, estará traindo as mulheres.

"Bivar disse a esses interlocutores que Tebet estava usando a condição dela de mulher para exigir o lugar de cabeça de chapa. Isso azedou ainda mais a relação deles, que já não estava boa", acrescentou a colunista do UOL.

Bloco político que se apresenta como alternativa a Lula e a Bolsonaro, a "terceira via" deve escolher um candidato único até 18 de maio para concorrer ao Palácio do Planalto. Além de Bivar e Tebet, o tucano João Doria também é cotado para encabeçar a chapa. Na avaliação de Oyama, a tendência atual é que o grupo acabe tendo três candidatos ao Palácio do Planalto.

A senadora defendeu ontem, em sabatina com o UOL, o próprio nome como a melhor opção para liderar o bloco nas eleições de 2022. "Não vou ser candidata à Vice-Presidência da República. Se eu abrir mão de uma pré-candidatura à Presidência e aceitar ser vice, estaria diminuindo o papel da mulher na política", disse Tebet.

Na avaliação do colunista Kennedy Alencar, a posição de Tebet indica que ela está mais preocupada com a reeleição ao posto no Senado.

"Cristina Kirchner é vice de Alberto Fernandez na Argentina e Kamala Harris é vice de Joe Biden nos EUA. Ser vice não diminui o papel da mulher, pelo contrário... E a história recente do Brasil mostra que vice é importante, dois deles chegaram à Presidência recentemente: Michel Temer e Itamar Franco", analisou.

Após a publicação desta reportagem, UOL procurou as assessorias de Simone Tebet e de Luciano Bivar, que não haviam se manifestado até a última atualização deste texto.

O União Brasil aprovou, na semana passada, o nome de Bivar como pré-candidato à Presidência da República. Segundo nota do partido, a decisão da Executiva Nacional foi unânime. A decisão enterrou as chances de o ex-ministro Sergio Moro concorrer ao posto pela sigla.

Ala pró-Moro quer ex-juiz como vice de Bivar

Segundo outra apuração do UOL, internamente, a avaliação é que, entre os três, Bivar é o nome com menos condições de alavancar a candidatura do bloco.

Parte da legenda pressiona por uma chapa com Moro como vice de Bivar. Na avaliação dessa ala, a popularidade do ex-juiz com uma parcela do eleitorado que abandonou o bolsonarismo tornaria eventual candidatura de Bivar mais robusta.

* Reportagem adicional por Weudson Ribeiro