PUBLICIDADE
Topo

'Moro é o Coringa, não o Batman', ironiza Datena; Moro critica apresentador

Reprodução
Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

19/04/2022 19h35Atualizada em 20/04/2022 09h14

O apresentador e pré-candidato ao Senado por São Paulo, José Luiz Datena (PSC), ironizou hoje uma publicação nas redes sociais do ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro (União Brasil) em que aparece fantasiado de super-herói.

O jornalista disse, durante a edição desta terça-feira do "Brasil Urgente", na Band, que o ex-magistrado não teria combatido a corrupção enquanto esteve como julgador das denúncias em primeira instância da Operação Lava Jato.

"Ele é o Coringa, e não o Batman", declarou.

A postagem de Moro, citada por Datena, era uma montagem de si mesmo como o super-herói Homem de Ferro. Nela, o ex-juiz questiona na legenda: "Supondo que os Vingadores viessem passar uns dias no Brasil, qual o principal problema que eles deveriam resolver?". De acordo com Datena, no entanto, o ex-juiz da Lava Jato é um vilão, pois "foi o próprio fim do combate à corrupção".

O ex-ministro do governo Jair Bolsonaro (PL) reagiu, com um post no Twitter.

"Datena, minha história é totalmente diferente da sua. Combati a corrupção e o crime organizado como ninguém fez nesse país. Tive coragem e posição firme, ao contrário de você que vive em uma bolha de vidro e não sabe se apoia Lula ou Bolsonaro. Aí as pessoas vaiam e com razão", postou.

Datena, minha história é totalmente diferente da sua. Combati a corrupção e o crime organizado como ninguém fez nesse país. Tive coragem e posição firme, ao contrário de você que vive em uma bolha de vidro e não sabe se apoia Lula ou Bolsonaro. Aí as pessoas vaiam e com razão.

-- Sergio Moro (@SF_Moro) April 20, 2022

Datena: "Deram um golpe nele"

Além da alfinetada, o apresentador também repudiou a troca de partidos de Sergio Moro, que saiu do Podemos para União Brasil, no fim de março deste ano.

Foi para um partido que tem R$ 1 bilhão de fundo eleitoral porque ele pensou que seria candidato à presidência. Deram um golpe nele dentro do partido e falaram: 'Moro, se você quiser, no máximo, é o Senado. Vai lá para o Senado, disputar por São Paulo, e é perigoso você perder para candidato que tem mais voto do que você'.

O apresentador da Band ainda questionou a atuação do ex-ministro como empregado da empresa norte-americana Alvarez & Marsal, que presta consultorias a empreiteiras envolvidas na Lava Jato: "Você vai defender trabalhar para uma empresa americana para ganhar dinheiro? Para defender a Oderbrecht? Você não tem vergonha, não?".

O UOL procurou, por telefone, a assessoria de imprensa de Sergio Moro para saber o ex-juiz comentará as declarações de Datena, mas não houve resposta. Horas após o contato, o ex-juiz se manifestou nas redes sociais.