PUBLICIDADE
Topo

Lula encontra Ludmilla, Zeca Pagodinho e mais artistas no Rio

29.mar.22 - Artistas e políticos se encontram com Lula no Rio de Janeiro em demonstração de apoio político - Reprodução
29.mar.22 - Artistas e políticos se encontram com Lula no Rio de Janeiro em demonstração de apoio político Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

30/03/2022 10h01Atualizada em 30/03/2022 12h49

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se encontrou na noite de ontem com artistas e políticos no Rio de Janeiro. Ao lado de Ludmilla, Zeca Pagodinho, Martinho da Vila e Gabi Amarantos, Lula gravou um vídeo em meio a gritos de apoio e fez referência ao festival de música Lollapalooza.

Na gravação, o grupo comemora "olê, olê, olê, olá, Lula, Lula" e os artistas fazem um L com as mãos, em referência ao nome do ex-presidente. Lula foi ao Rio de Janeiro para participar de um evento internacional sobre democracia na UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro).

No vídeo publicado por Lula nas redes sociais, também aparecem Bruna Gonçalves, Paulinho da Viola, Antonio Pitanga, Marcelo Freixo (PSB) e o pastor Henrique Vieira.

Na legenda do post, uma mensagem assinada pela equipe de Lula diz: "Com esse time já dá pra fazer um festival! Só falta o nome. Ideias?". É uma referência ao Lollapalooza. No primeiro dia do festival, a cantora Pablo Vittar levantou uma bandeira com a foto de Lula e o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) vetou novos atos de apoio político.

No mesmo dia, a britânica Marina mandou Bolsonaro ir "se f*der" durante sua apresentação. Em sua decisão, o ministro Raul Araújo entendeu que as manifestações se enquadram como propaganda eleitoral.

Juristas ouvidos pelo UOL dizem que a determinação de Araújo "pode representar um precedente perigosíssimo para a nossa jovem e ameaçada democracia". A decisão do TSE desencadeou uma série de manifestações contra Jair Bolsonaro por artistas no Lollapalooza.

A determinação de Araújo acata parcialmente pedido feito pelo PL, partido do presidente Jair Bolsonaro. Após o fim do festival, na segunda-feira (28), o PL desistiu da ação a pedido do próprio Bolsonaro.

Lula disputará a corrida ao Palácio do Planalto ao lado do ex-governador Geraldo Alckmin (PSB) e lidera as pesquisas eleitorais. A pesquisa Ipespe de 25 de março mostra Lula em 1º lugar com 44% das intenções de voto seguido por Jair Bolsonaro, que soma 26%.