UOL EleiçõesUOL Eleições

Nilmário Miranda

Folha Imagem

Nome: Nilmário de Miranda

Data de nascimento: 11 de agosto de 1947

Local: Belo Horizonte (MG)

Partido: Partido dos Trabalhadores (PT)

Tempo de partido: Desde a fundação, em 1980

Partidos anteriores: nenhum

Formação profissional: jornalista

Nilmário enfrenta novamente o favorito Aécio

Cláudio de Souza
Da Redação
Em São Paulo

O ex-deputado Nilmário Miranda, atual presidente do PT mineiro, disputa o governo de Minas Gerais como principal adversário do governador Aécio Neves, que busca a reeleição. A disputa é uma reprise daquela de 2002 -- quando o tucano venceu no primeiro turno com 57,68% dos votos válidos, contra 30,73% do petista.

Em números absolutos, Nilmário teve 2.813.857 votos (Aécio recebeu 5.282.043).

O candidato petista foi escolhido por meio de uma consulta pública, da qual poderia participar qualquer cidadão mineiro, independentemente de filiação partidária. Nilmário obteve 72,2% dos votos (cerca de 54 mil). Patrus Ananias, ministro do Desenvolvimento Social, ficou num distante segundo lugar, com 5,8% dos votos. Até Aécio Neves surgiu como nome de candidato na consulta petista, ficando com 3,65%, em terceiro lugar.

Nilmário enfrenta um adversário que tem mais de 70% das intenções de voto e que planeja se lançar a presidente em 2010. O petista não tem uma pretensão deste tamanho. Mas tem fé.

"O governo Aécio é fraco com imagem forte. Não fossem as políticas sociais do governo federal em Minas, essa imagem seria outra", disse ele numa entrevista à Folha Online. Para Nilmário, ao longo da campanha os mineiros saberão identificar "o que é obra de Lula e o que é obra de Aécio".

O candidato aposta na TV e no rádio para encurtar a vantagem do rival. Deve contar também com o apoio do PMDB mineiro -- uma surpresa, já que o partido apoiava Aécio e participa de seu governo.

Se for utilizada, a estratégia de jogar o peso do governo federal na campanha pode ser infrutífera: de acordo com pesquisa Datafolha de maio, 74% dos mineiros que votam pela reeleição de Lula também votam pela reeleição de Aécio. Mais ainda: 72% dos eleitores que se declaram petistas planejam votar em Aécio para governador.

O presidente Lula não parece achar desastrosa a hipótese -- aliás, quase a certeza -- de vitória do tucano em Minas. Muito ao contrário, tem bom relacionamento com Aécio.

Nilmário teve como último cargo público o de titular da Secretaria Especial de Direitos Humanos, criada no governo Lula com status de ministério, apesar da ligação com o Ministério da Justiça. Este trabalho foi uma extensão natural de sua militância na área, que incluiu a publicação de vários livros -- o mais conhecido deles é "Dos Filhos Deste Solo", lançado em 1999, que aborda a questão dos mortos e desaparecidos durante a ditadura militar.

Ele sabe do que fala. Nilmário foi preso político na ditadura, devido à militância numa facção de esquerda proscrita pelo regime conhecida como Polop (Política Operária). Ficou três anos na cadeia. Solto em 1975, teve seus direitos políticos cassados por cinco anos.

A experiência parlamentar de Nilmário compreende um mandato de deputado estadual (1986) e três mandatos de deputado federal (1990, 1994 e 1998), sempre pelo PT, partido que ajudou a fundar.

Mineiro de Belo Horizonte, Nilmário Miranda tem 59 anos, é casado e pai de três filhos.








Computando seu voto...
Carregando resultado