PUBLICIDADE
Topo

Papo Preto #45: A importância do rap produzido no Nordeste

Mais Papo Preto
1 | 25

De Ecoa, em São Paulo

25/08/2021 06h00

Neste episódio do Papo Preto, o apresentador Yago Rodrigues conversa com o baiano Lucas Kintê sobre a importância do rap produzido no Nordeste. O artista também fala sobre o seu trabalho e suas vivências, além dos desafios da regionalidade no cenário do rap nacional.

Kintê conta que descobriu o rap e o hip hop depois de sofrer um episódio de racismo em um ônibus quando tinha 11 ou 12 anos. "Eu não sabia o que estava acontecendo, uma pessoa me acolheu e colocou para eu ouvir uma música do Racionais. Quando coloquei o fone diante do caos todo na minha cabeça eu me senti dentro da situação, estavam cantando o que eu vejo. Foi transformador" (a partir de 7:55 do arquivo acima).

O músico diz que não existe um rap nacional devido às proporções e diferenças regionais do Brasil. "Quando falamos de rap nacional você quer ver um baralho com várias opções, para mim você teria que ter um representante do norte, um do nordeste, outro do sul, as coisas estão acontecendo agora porque a internet nos deu a possibilidade, ela veio para dialogar. Ainda assim se criou um vício no Nordeste de imitar o que vinha do Sudeste. Só que o pessoal do Sudeste imitava os gringos, era tudo cópia da cópia (a partir de 11:58 do arquivo acima).

Apesar de Rio de Janeiro e São Paulo serem as capitais que mais projetam o rap, Kintê diz que a verdadeira cidade do rap é Brasília. "São Paulo e Rio são as prateleiras para o pessoal aparecer, é o marketing, mas a cidade do Rap é Brasília. Lá todo mundo se alimenta de rap (a partir de 19:00 do arquivo acima).

Kintê fala do Nordeste como "o seu país" e lembra a importância da cultura nordestina para a música brasileira. " A metade dos cantores da Música Popular Brasileira que fizeram uma mudança no Brasil por meio da música saiu do Nordeste. O Nordeste é formador de opinião dentro da música e dentro da formação de várias pessoas" (a partir de 20:02 do arquivo acima).

Papo Preto é um podcast produzido pelo Alma Preta, uma agência de jornalismo com temáticas sociais, em parceria com o UOL Plural, um projeto colaborativo entre o UOL, coletivos e veículos independentes. Novos episódios vão ao ar todas as quartas-feiras.

Podcasts são programas de áudio que podem ser ouvidos a qualquer hora e lugar — no computador, smartphone ou em outro aparelho com conexão à internet. Você pode ouvir Papo Preto no canal do UOL no YouTube e nas plataformas de podcast Spotify, Google Podcast, Deezer, Apple Podcast e CastBox.