PUBLICIDADE
Topo

Portal cria canal para doação e arrecada 100 t de itens em dois meses em PE

Projeto criou um marketplace onde disponibiliza para venda produtos de primeira necessidade - Arquivo pessoal
Projeto criou um marketplace onde disponibiliza para venda produtos de primeira necessidade Imagem: Arquivo pessoal

Ed Rodrigues

Colaboração para Ecoa, em Recife

24/01/2022 06h00

Um portal em Pernambuco resolveu ser ponte entre entidades que precisam de ajuda e doadores. Junto a parceiros, o Portal Solidário capta recursos e materiais e os distribui pelas organizações, como casas de longa permanência e creches.

O projeto criou um marketplace, onde disponibiliza apenas produtos de primeira necessidade como cesta básica, kit higiene, kit limpeza e fraldas para idosos e infantis. O trabalho começou em novembro de 2021 e já distribuiu 100 toneladas de doações a 160 instituições.

Portal arrecada e entrega doações

A página na internet funciona assim: o doador escolhe a casa que deseja ajudar, o que quer doar e o portal faz o restante. Tanto a arrecadação quanto a distribuição ficam por conta do projeto, sem custo algum de logística para doador e recebedor.

Maicon Oliveira é o CEO do Portal Solidário. A Ecoa, ele explicou que a ideia de montar a ação surgiu em meio ao pior momento de pandemia da covid-19.

"No período de restrição severa, vimos o desafio que as instituições estavam enfrentando. Os doadores não podiam ir até o local para entregar as doações de alimentos, e muitos deles também não conseguiram mais doar pois ficaram desempregados", conta.

Ele percebeu que os métodos tradicionais de arrecadação de donativos estavam estagnados. "Precisávamos de algo que facilitasse esse processo e garantisse que, mesmo distante, o doador conseguiria ajudar", explicou.

Para Maicon, ver as pessoas com fome despertou a necessidade de agir com urgência para não deixar instituições desamparadas e doadores sem saberem como ajudar por conta do medo da contaminação pelo coronavírus.

"O Portal Solidário veio para acabar com essas barreiras físicas. A ajuda agora pode vir de qualquer lugar do mundo e a qualquer momento, basta querer e poder doar", continuou.

Portal solidário - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
CEO percebeu que os métodos tradicionais de arrecadação estavam estagnados pelo confinamento da pandemia
Imagem: Arquivo pessoal

Várias opções de pagamento

O CEO conta que levou sete meses para construir o portal e, nos dois primeiros meses de funcionamento, foi se adaptando às necessidades. "Tivemos que reestruturar questões de infraestrutura no nosso site para torná-lo o mais simples possível. Também pensamos nas funções de pagamento para oferecer um leque de opções que atendesse a todos ou à maior quantidade de pessoas possível."

As instituições que desejam ter loja na plataforma podem realizar o pré-cadastro no site, preenchendo os dados básicos, e o projeto entra em contato para formalizar o contrato. Não é cobrado nada da entidade, nem para criação ou manutenção do site — toda a infraestrutura é por conta do Portal Solidário.

Maicon Oliveira considera o trabalho imprescindível, principalmente em tempos de tamanha dificuldade como o da crise sanitária. Ajudar essas instituições, para ele, é exercitar a empatia e consolidar uma ação social efetiva.

"É um sentimento de realização muito grande saber que estou ajudando centenas de famílias através da tecnologia e unindo solidariedade e inovação com um só objetivo, que é fazer o bem", ressaltou o CEO.

Cestas básicas e fraldas

O lar de idosos Amara Silva é uma das entidades cadastradas no Portal. O espaço, localizado em Paulista, Região Metropolitana do Recife, abriga atualmente 38 idosos.

Adriana de Oliveira, proprietária do lar, contou que os idosos têm seus benefícios para arcar com suas permanências, mas que esses recursos são simbólicos e suprem todas as necessidades deles.

"Lá, temos enfermeiro, fisioterapeuta, nutricionista. Tudo para deixá-los bem atendidos. Realizamos passeios, idas ao cinema, porque eles precisam de uma vida. Então, para manter essas ações, contamos com doações", destacou.

Adriana agradeceu o apoio do Portal Solidário e já recebeu cestas básicas e fraldas após participar do projeto. "Tem nos dado um apoio grande pelo site. Eles oferecem a quem quer ajudar uma doação de forma segura", disse.

Quem quiser ajudar uma instituição pode acessar o Portal Solidário e escolher o tipo de doação que deseja fazer.