PUBLICIDADE
Topo

ONG abre inscrições para curso de programação online e gratuito

Programa é voltado para pessoas de 18 a 39 anos com ensino médio completo e renda familiar per capita de até um salário mínimo - iStock
Programa é voltado para pessoas de 18 a 39 anos com ensino médio completo e renda familiar per capita de até um salário mínimo Imagem: iStock

Paula Rodrigues

De Ecoa, em São Paulo

20/01/2022 06h00

Na última sexta-feira (14), foram abertas as inscrições para o projeto Recode Pro, que promove formação online e gratuita de programação full stack para pessoas em situação de vulnerabilidade social.

O programa é oferecido pela ONG Recode, que atua pela inclusão digital por meio de ações para fortalecer e ampliar atividades de outras organizações, bibliotecas e escolas públicas. Ao todo, cerca de 1,8 milhão de pessoas já foram impactadas pelo trabalho da organização.

Rodrigo Baggio, empreendedor social que fundou a Recode em 1996, afirma que a ideia do programa de empregabilidade é enfrentar um dos maiores problemas do país atualmente: o desemprego. Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no terceiro trimestre de 2021, 13,5 milhões de pessoas estavam desempregadas no Brasil.

"Uma pesquisa da Universidade de Brasília mostrou que quase 50% das profissões existentes atualmente no Brasil podem ser substituídas por algoritmos de inteligência artificial, mas a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação estima que 421 mil novos postos de trabalho serão criados nessa área até 2024. A proposta do Recode Pro é empoderar pessoas para enfrentar esse cenário complexo e fazer da tecnologia um caminho para transformação social", diz Rodrigo.

O programa capacita e ajuda a inserir no mercado de trabalho pessoas de 18 a 39 anos, que tenham ensino médio completo e renda familiar per capita de até um salário mínimo. Este ano, o foco serão as cidades de São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro, Recife, Salvador, Fortaleza, Curitiba, Belo Horizonte, Florianópolis, Porto Alegre e Manaus.

Dos inscritos, 420 pessoas serão selecionadas para participar da primeira etapa: um processo qualificativo em que será necessário enviar documentos e concluir 40 horas de cursos online disponibilizados no site da Recode, além de um teste de raciocínio lógico.

Os mais bem avaliados serão convidados para participar de um hackathon virtual com duração de três dias. Nessa etapa, os participantes serão convidados a criar projetos que impactem positivamente a realidade e o ambiente em que vivem. Depois, a organização avaliará os projetos e selecionará os escolhidos para participar do programa de capacitação.

Segundo a ONG, no ciclo de 2019 e 2020, 92% dos participantes conseguiram emprego após passar pela capacitação. Seis meses após finalizar o programa, a média salarial dos participantes era de R$ 5 mil.

As inscrições podem ser feitas até dia 25 de fevereiro pelo site da Recode. Para promover inclusão e diversidade na área, a organização optou por garantir que 51% dos selecionados sejam negros e 40% mulheres. Caso haja empate, pessoas LGBTQIA+ terão preferência.

Serviço

Programa de capacitação em programação ful stack online e gratuito da ONG Recode

Inscrições: de 14 de janeiro até 25 de fevereiro no site oficial do Recode Pro

Quem pode se inscrever: Pessoas de 18 a 39 anos com renda familiar per capita de até um salário mínimo e ensino médio completo que morem em em São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas, Recife, Salvador, Fortaleza, Curitiba, Belo Horizonte, Florianópolis, Porto Alegre e Manaus.