PUBLICIDADE
Topo

Clientes compram novo food truck para família que perdeu veículo em colisão

O food truck Dog Loko do Meu Querido é ponto de encontro no Mandaqui, zona norte de São Paulo - Divulgação
O food truck Dog Loko do Meu Querido é ponto de encontro no Mandaqui, zona norte de São Paulo Imagem: Divulgação

Ed Rodrigues

Colaboração para Ecoa, de Recife (PE)

23/09/2021 06h00

Imagine ver sua única fonte de renda ser destruída após uma colisão provocada por cinco jovens embriagados. Foi o que aconteceu com uma família na zona de norte de São Paulo quando um acidente deu perda total na kombi adaptada para o comércio de cachorro-quente. Após ficarem aliviados por não ter havido vítimas fatais, Lucas Figueiredo e seus pais viram que a luta para pagar as contas seria grande.

O susto, no entanto, mostrou que o food truck Dog Loko do Meu Querido era mais que um simples ponto comercial. Ele ocupava um lugar de destaque no coração de seus clientes, que lançaram uma vaquinha virtual para arrecadar R$ 20 mil.

O apoio dos amigos e frequentadores da lanchonete possibilitou à família retomar as atividades em pouco mais de um mês após o acidente. A Ecoa, Lucas Figueiredo contou que a angústia ao ver a kombi destruída foi enorme, mas que os corações de sua família foram tranquilizados e aquecidos com a solidariedade de seus amigos e clientes.

"A galera chegou junto. Graças a Deus tivemos essa ajuda. No primeiro momento, vi que não pegou em ninguém de nós e fiquei tranquilo. Mas depois comecei a pensar nas contas de casa e bateu uma agonia e uma tristeza. Porque a partir dali eu sabia que não iria ter mais o dinheiro do meu aluguel. Na hora só me restou chorar", lembrou.

O food truck Dog Loko do Meu Querido teve perda total após acidente - Divulgação - Divulgação
O food truck Dog Loko do Meu Querido teve perda total após acidente
Imagem: Divulgação

A família de Lucas trabalha com cachorro-quente, no bairro de Mandaqui, em São Paulo, há mais de 20 anos. Estavam todos reunidos com alguns clientes no food truck quando houve o acidente. Um vídeo de circuito de segurança da rua registrou o exato momento em que o carro desgovernado se chocou contra a kombi.

"Ouvimos um carro derrapar. Já passava das 4h. Saímos correndo e o cara acabou entrando no nosso truck. Ele estava a mais de 120 km por hora. Eram cinco meninos. Todos aparentemente alcoolizados", disse Lucas.

Com o impacto, a primeira reação foi ver se alguém havia se ferido. A equipe do food truck escapou ilesa. Já a turma do veículo desgovernado precisou de atendimento médico.

Passados o susto do acidente e a agonia da incerteza financeira, a família do Dog Loko do Meu Querido viu que a solidariedade tem uma força inexplicável.

Lucas Figueiredo fez um post nas redes sociais explicando as circunstâncias da suspensão das atividades por tempo indeterminado. A postagem viralizou e causou uma onda de lamento e incentivo que culminou na ideia de criar uma vaquinha virtual. E deu certo. Clientes, amigos e até pessoas que ainda não conheciam o food truck partiram em apoio à família.

Lucas conta que, quando viu que ação arrecadou R$ 20 mil, percebeu a partir dali que teria seu negócio salvo.

"O menino que bateu no nosso truck vendeu o carro batido por R$ 7 mil e ainda conseguiu mais R$ 5 mil no banco para nos ajudar. Além disso, teve uma cliente que só vem em São Paulo uma vez no ano e que nos doou R$ 4 mil. Só temos a agradecer todo esse carinho."

O motoboy João Carlos Freitas frequenta o food truck pelo menos três vezes por semana. Quando soube do acidente, também ficou assustado.

"Eu poderia estar ali naquele momento. Foi a primeira coisa que veio na cabeça. Que bom que não foi algo pior", disse.

João Carlos conta que comemorou a reabertura do Dog Loko. A lanchonete, segundo ele, é uma tradição no bairro e ponto de encontro dos amigos.

"Frequento ali nem lembro há quanto tempo. Só sei que o rango é muito bom. Quando soube do acidente e que eles ficariam fechados, deu aquela tristeza. Mas Deus é muito bom e eles conseguiram ajuda e reabriram. Para a alegria de todos nós", destacou.

Recuperada do baque, a família de Lucas Figueiredo retomou as atividades do Dog Loko do Meu Querido a todo vapor. O food truck está aberto de terça-feira a domingo, com cardápio de cachorros-quentes e opção de delivery.