PUBLICIDADE
Topo
Empresas que mudam

Empresas que mudam

"Por que tomamos água mineral se temos água tratada?"; resumo do Líder 2030

Líder 2030 Talks 2021 - Reprodução
Líder 2030 Talks 2021 Imagem: Reprodução

Carmen Lúcia

Colaboração para Ecoa, do Rio de Janeiro (RJ)

25/08/2021 06h00

"As pessoas olham para este setor e enxergam algo fechado e pouco inovador. Mas, nós queremos mudar esta cultura. E o nosso material é a água. Questiono por que tomamos água mineral se temos uma água tratada. O nosso objetivo é a valorização da água.", disse Eder Campos, diretor de clientes, inovação e serviços da Iguá Saneamento.

Eder foi um dos palestrantes do "Líder 2030 Talks", um evento anual realizado pela Plataforma Liderança com Valores, que busca inspirar e educar líderes para novos modelos de gestão baseados em boas práticas ESG (Ambiental, Social e Governança). O projeto, que reuniu líderes de diferentes áreas, atuantes em diversas empresas, também foi organizado pelo Ideia Sustentável, consultoria que desde 1993 trabalha para fomentar estratégia e inteligência em sustentabilidade e contou com apoio de Ecoa.

"A Iguá, deseja evitar ao máximo o desperdício de água. Nosso lema é: menos desperdício e mais consciência no consumo", completou Eder.

Innovability e ESG: Inovação para a Sustentabilidade.

Este ano, o tema do debate foi "Innovability e ESG: Inovação para a Sustentabilidade". O painel da manhã foi composto por Fernando Luciano Pereira, diretor de talentos da Vivo, Antonio Queiroz, vice-presidente de inovação & tecnologia e planejamento de processos da Braskem, Eder Campos, diretor de clientes, inovação e serviços da Iguá Saneamento, Ana Eliza Vairo, gerente de desenvolvimento de Soluções da Ultragaz e Rogerio Machado, diretor executivo do Sicredi União PR/SP.

Fechando o painel da manhã, um papo sobre maneiras de gerar oportunidades em locais onde não há nenhuma, com Rogerio Machado, diretor executivo do Sicredi União PR/SP. O profissional contou sobre o trabalho realizado em Cafeara, no Paraná.

"Estamos falando de um município de 2.900 habitantes e totalmente desassistido pelo mercado financeiro. No Brasil, há mais de 400 municípios assim. Cafeara foi o primeiro município 100% digital. Este case nos traz a certeza que sim, é possível construir grandes transformações. Inovação não é só tecnologia, é também melhorar a vida das pessoas".

Empresas de turismo investindo na recuperação de biomas

Já o painel da tarde contou com as participações de Eduardo Bastos, diretor de sustentabilidade da Bayer para América Latina, Leandro Thot, gerente de marketing institucional e marcas regionais da Ambev, Paula Domingues, diretora de gente e sustentabilidade da CVC Corp, André Tachard, gerente de sustentabilidade da Embraer e Camilo Wittica, VP jurídico e relações governamentais da Electrolux América Latina.

Com a fala voltada para a temática da sustentabilidade, Paula Domingues, diretora de gente e sustentabilidade da CVC Corp, explicou que sua empresa tem a meta de regenerar dois biomas até 2030. "Com a pandemia da covid-19, o setor de turismo foi atingido fortemente. Tivemos que nos redescobrir e, foi neste cenário que passamos a olhar com mais cuidado para a questão da sustentabilidade.".

Empresas que mudam