PUBLICIDADE
Topo

Rede varejista transforma uniformes sem uso em cobertores para doação

Rede de varejo transforma uniformes sem uso em cobertores para doação no Brasil - Divulgação
Rede de varejo transforma uniformes sem uso em cobertores para doação no Brasil Imagem: Divulgação

Lígia Nogueira

Colaboração para Ecoa, em São Paulo

30/07/2021 06h00

A rede varejista Leroy Merlin está transformando os uniformes sem uso de seus colaboradores em cobertores para doação a 18 instituições sociais em sete estados brasileiros e Distrito Federal neste inverno. A iniciativa é fruto de uma parceria com a Retalhar, empresa que trabalha com a gestão responsável de resíduos têxteis para gerar impacto socioambiental positivo. Além de tratar os uniformes, o projeto agora conta com a gestão adequada de EPIs —Equipamentos de Proteção Individual usados durante a pandemia.

Este ano, 1,23 tonelada de resíduos têxteis foram processados para se transformar em 3 mil cobertores. As doações começaram a ser realizadas nesta semana (28/7) e seguirão até o final do mês para as instituições parceiras.

A ação faz parte do Projeto Postera, que a empresa lançou em 2017 com o objetivo de incorporar a circularidade no processo de descarte dos uniformes dos funcionários, garantindo a reinserção da matéria-prima no processo de descaracterização (desfibragem) das peças em outras cadeias produtivas, bem como sua transformação em cobertores populares. Desde a implantação, mais de 28 toneladas de resíduos advindos de uniformes e EPIs ganharam um novo uso.

Em 2020, a doação dos cobertores foi concentrada na instituição Ninho Social, pelo projeto Existe Calor em São Paulo. "Uma vez que, naquele momento, estávamos nos primeiros meses da pandemia no Brasil, a escolha por doar os 1.100 cobertores para esta única unidade se deu pelo princípio da redução da circulação dos cobertores e atendimento de uma demanda local", diz a empresa.

As instituições que estão recebendo os cobertores este ano são: Mãos Solidárias e Assistência Social Casa Azul (DF), Recanto da Criança (MS), Aldeias Infantis SOS Brasil e Organização Viver (PR), Orionópolis Catarinense (SC), Associação Evangélica Lar de Betânia; Guri da Roca; Prefeitura de Campos - Fundo Social; Fundo Social da Solidariedade; Amigos do Ericão; ACNSE - Associação Cáritas Nossa Senhora da Escada; IAM - Instituição Assistencial MEIMEI; Abrigo Irmã Tereza a Idosos Desamparados; CAJEC - Casa de Apoio a Criança com Câncer e Fundo Social de Solidariedade de Cajamar (SP), Paróquia da Sagrada Família (MG) e EDUCAP (RJ).