PUBLICIDADE
Topo

Plural é um projeto colaborativo do UOL com coletivos independentes, de periferias e favelas para a produção de conteúdo original


Papo Preto #38: O afroturismo revela lugares e histórias invisíveis

De Ecoa, em São Paulo

10/07/2021 06h00

A plataforma Diáspora.black é um serviço de turismo que vai muito além da reserva de hospedagem ou passeios. Tendo como centro o chamado afroturismo, tem o compromisso de promover o conhecimento de lugares, pessoas, histórias e narrativas que não foram contadas.

Carlos Humberto, CEO e idealizador da plataforma é o entrevistado de Yago Rodrigues neste episódio de Papo Preto. Ela conta que levar negros e não negros a lugares como antigos quilombos é uma forma de resgatar histórias que foram roubadas ou mesmo apagadas.

Humberto explica que o afroturismo é muito recente como mobilização, mas que é uma prática que já existe. "As histórias eram contadas, mas tinham uma atenção dentro do turismo étnico. Dentro deste espaço étnico estava o turismo afro, mas não existia um lugar para pensar a sua importância (a partir de 15:14 do arquivo acima).

Todos nós, segundo ele, fomos oprimidos no sentido de acessar essas histórias. "Levar as pessoas por esses lugares e contar suas histórias para nós, negros, é uma oportunidade de nos conectarmos à nossa própria identidade e para os não negros é uma oportunidade de conhecer o próprio país, a própria história (a partir de 18:11 do arquivo acima).

Papo Preto é um podcast produzido pelo Alma Preta, uma agência de jornalismo com temáticas sociais, em parceria com o UOL Plural, um projeto colaborativo entre o UOL, coletivos e veículos independentes. Novos episódios vão ao ar todas as quartas-feiras.

Podcasts são programas de áudio que podem ser ouvidos a qualquer hora e lugar — no computador, smartphone ou em outro aparelho com conexão à internet. Você pode ouvir Papo Preto no canal do UOL no YouTube e nas plataformas de podcast Spotify, Google Podcast, Deezer, Apple Podcast e CastBox.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do publicado, o nome do CEO e idealizador da plataforma Diáspora.black é Carlos Humberto, não Cláudio. A informação foi corrigida.