PUBLICIDADE
Topo
Educação

Educação

Bibliotecas comunitárias transformam a vida de crianças e adultos pelo país

O agricultor Seu Delo começou uma biblioteca no interior da Bahia mesmo sem saber ler ou escrever - Arquivo pessoal
O agricultor Seu Delo começou uma biblioteca no interior da Bahia mesmo sem saber ler ou escrever Imagem: Arquivo pessoal

Juliana Vaz

Colaboração para Ecoa, de São Paulo

18/06/2021 06h00

O agricultor e líder comunitário Josivaldo de Jesus, Seu Delo, como é conhecido, de 44 anos, não sabia nem ler nem escrever, mas sabia que era na leitura a chance de mudar a realidade da comunidade de Valérias, com cerca de 170 pessoas, em Heliópolis, na Bahia.

Há cerca de quatro anos, quando começou a frequentar as atividades culturais da comunidade vizinha, Massaranduba, em um espaço dedicado à leitura, música, artesanato e convivência comunitária, seu Delo viu nascer o sonho de criar um espaço nesses moldes em Valérias. "O sonho era buscar a melhoria na educação das crianças, jovens e adultos. Porque a gente que vive na roça não acha que tem capacidade, sabe?"

A partir de uma doação de livros, Delo construiu um espaço para abrigar esse tesouro, mesmo que precário. Foi só em meados de 2019, quando o professor de geografia Vilmario Sousa realizou seu estágio lá na comunidade de Valérias que ele e Delo tiveram a ideia de criar uma vaquinha virtual para construir não só lugar adequado para a biblioteca comunitária, mas também uma sala de aula - ou como Vilmário chama, de "espaço múltiplo de educação" - e alfabetização de adultos.

"Nosso projeto é que seja um ponto de referência para o município, seja para o ensino formal, hierárquico, do currículo do MEC, como também de educação não-formal da comunidade, que é super ligada às atividades culturais e esportivas. A biblioteca tem o objetivo de incentivar a transformação social com base na educação".

A iniciativa de Delo conversa diretamente com o maior público leitor do Brasil e, ao mesmo tempo, aquele que tem menos acesso a livros. A pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, do Instituto pró-Livro, divulgada no fim de 2020, aponta a classe C como representante de 49% de leitores no país. Os mais ricos são só 4%.

Apesar de os livros serem hoje isentos de impostos, há proposta de tributação de 12% pelo ministro da economia Paulo Guedes - iniciativa que dificulta o acesso a um produto que viu aumento de preço nos últimos anos. Em 2006, o preço do livro no Brasil era de R$ 14,20, em média, de acordo com dados da Nielsen, empresa global de pesquisa de mercado e consumo, e do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel). Em 2019, essa média foi para R$ 19 e, no ano passado, o valor médio saltou para R$ 29,48.

A vaquinha deu certo e os voluntários terminaram de erguer a estrutura em 2020. Apesar de ainda faltarem alguns acabamentos e mobiliário, o sonho de Delo se realizou. E ele está agora no processo de alfabetização: "Hoje consigo ler algumas páginas e me sinto realizado! A professora passa umas atividades e depois de dois dias corrige. E vamos muito pro ar livre para usar a mandiocultura, por exemplo, que é muito tradicional da região, para o ensino".

Seu Delo e os livros reunidos para a comunidade - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Seu Delo e os livros reunidos para a comunidade
Imagem: Arquivo pessoal

Em paralelo à lida no campo e com o gado, seu Delo é também um homem das artes: há 10 anos toca cordel e já tem duas músicas escritas para mostrar para a professora - uma delas é alertando sobre a violência contra a mulher pelos próprios companheiros. "O livro tem muita sabedoria e não foi escrito em vão. Cada palavra ensina a gente. Eu tenho a experiência de vida, na prática, mas precisava ter mais sabedoria teórica para aprender a me comunicar melhor."

"Uma das alunas da instituição fez o mestrado na faculdade federal!"

Em Diamantina, a Vila Educacional de Meninas (VEM) atende crianças e adolescentes há 27 anos, que vêm de famílias com envolvimento com álcool, abuso psicológico e sexual. Fundada por um casal de suíços, que presenciaram a pobreza e precariedade da região, a VEM atende atualmente a 100 meninas no contraturno escolar.

Lá, elas fazem atividades lúdicas e artes, aprendem a tocar instrumentos musicais e têm atendimento psicopedagógico, médico e odontológico. Além de cursos profissionalizantes.

Hoje uma sala compartilhada com as aulas de música é também a biblioteca da instituição, mas o plano é ampliá-la para que se torne um espaço comunitário que atenda, além das alunas da VEM, os moradores da região. Para isso, vão receber doações de livros até o fim de julho (saiba detalhes sobre come ajudar no fim da reportagem).

"Vemos o quanto a leitura é importante para que as meninas adquiram conhecimento e queiram transformar sua própria realidade. A necessidade de uma biblioteca comunitária surge da necessidade de incentivar a leitura, prática pouco estimulada no núcleo familiar", comenta Ordália da Assunção Santos, coordenadora da Vila Educacional de Meninas (VEM), pedagoga, com especialização em Psicopedagogia.

"Alunas com realidades muito complicadas conseguiram se promover, ajudar suas famílias e traçar um futuro próspero. Uma delas começou a trabalhar como jovem aprendiz em um banco e se formou na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, e outra que além de cursar ensino superior, terminou ano passado seu mestrado", comemora.

Separamos algumas iniciativas que recebem doações de livros e também financeiras para melhoria dos espaços de leitura em suas comunidades:

Nordeste

Fortaleza (CE)

Biblioteca Comunitária Okupação
Pe. José Arteiro, 769
98522 - 8271
@okupacao

Papoco de Ideias
@papocodeideias

Livro Livre Curió
@livrolivrecurio

Recife (PE)

Livroteca Brincante do Pina
Rua Artur Lício, 291
(81) 98318-2510
@livrotecabrincantedopina

Biblioteca Popular do Coque
facebook.com/bibliotecapopulardocoque

Mata Grande (AL)

Biblioteca Comunitária da Mell
(82) 99979-5959
@bibliotecadamell

Campina Grande (PB)

Biblioteca Comunitária das Malvinas
Localizada no bairro mais populoso das Malvinas, a biblioteca oferece um acervo de 20 mil livros de gêneros variados, fruto de doação da população e também promove atividades culturais e de integração entre os jovens e a comunidade. Há um site específico para doações.
@biblioteca_malvinas

Aracaju (SE)

Biblioteca Comunitária Professor Ivan Santos Araújo
Há um financiamento coletivo aberto para arrecadar fundos para a iniciativa
(79) 99676-7963 e 9 8813-5010

Salvador (BA)

Biblioteca Comunitária Zeferina Beiru
(71) 98627-6645 ou bibliotecabeiru@gmail.com
facebook.com/ZeferinaBeiru

Heliópolis (BA)

Biblioteca Rural
A Associação Criativa Familiar dos Agricultores da Comunidade das Valérias aceita doações de livros e dinheiro para expansão do projeto do Seu Delo
instagram.com/biblioteca_comunidade_valerias

São Luís (MA)

Biblioteca do Caranguejo Praia Mangue Seco
shamach.viana@gmail.com
instagram.com/bibliotecadocaranguejo.ms
facebook.com/bibliotecadocaranguejo

Norte

Belém (PA)

Rio das Letras
Conj. Satélite WE 4, n° 145 fundos, Coqueiro
bcriodeletras@gmail.com

Manaus (AM)

Biblioteca de Incentivo à Leitura Tenório Telles
Para doações, entre em contato com os coordenadores da biblioteca ligando para: 98114-4100 (Jorge Klein), 99461-9277 (Marcos Barcellos) ou 98438-5023 (Jürgem).

Centro-Oeste

Cuiabá (MT)

Afroteca Comunitária Carolina Maria de Jesus - Centro Cultural Casa das Pretas
Praça Conde de Azambuja nº 25.
(65) 99900-6879 Whatsapp
@casadaspretasmt

Três Lagoas (MS)

Biblioteca Comunitária da Cultura Africana
Projeto de Abraão Candido de Jesus, do Terreiro de Umbanda Pai Francisco de Aruanda e São Miguel Arcanjo.
Travessa Francisco Candido Xavier, número 2233, São Carlos. (67) 9 9171-5650

Sudeste

Rio de Janeiro (RJ)

Projeto de doação da Juventude do Vasco
O clube recebe doações de livros no mês de maio para então distribuí-los para bibliotecas comunitárias da região.
@ijvoficial

Biblioteca Mundo da Lua
A garota Raissa Luara, de apenas 13 anos, criou sozinha a biblioteca que fica no centro do Morro Tabajaras.
Pix 01613924747
@luaoliveiraoficiall

São Paulo (SP)

Okupa Alcântara Machado
A biblioteca e brinquedoteca infantil foi recém-construída com a ajuda de voluntários, mas também recebe livros para os adultos da ocupação na zona leste.
Av. Alcântara Machado, 924
Pix: rafacaggi@gmail.com
Contato: Paulo Escobar ou Solidariedade Vegan
@pauloescobar1978
@solidariedadevegan

Biblioteca Comunitária Djeanne Firmino
bcdjeannefirmino@gmail.com
facebook.com/bcdjeannefirmino/
@bcdjeannefirmino

Biblioteca Assata Shakur
Criada pela Org Ujima Povo Preto. Um espaço físico para muitos universos literários africanos, fica na zona leste de São Paulo.
Rua Chaberá, 190
@bibliotecaassatashakur

Santos (SP)

Associação Biblioteca Comunitária em Contêiner da Alemoa
associacaobibliotecaconteiner@gmail.com
facebook.com/abcbibliotecaconteiner

Belo Horizonte (MG)

Biblioteca Comunitária do espaço de convivência Casa do Grande Coração
@casadograndecoracao

Diamantina (MG)

Vila Educacional das Meninas
Quem quiser pode enviar as doações de livros pessoalmente ou pelo correio para o endereço abaixo:
Rua Amélia dos Reis 126 A
Bairro Guinda
Diamantina - MG
CEP 39103-000

Sul

Curitiba (PR)

Biblioteca comunitária da Vila Torres
WhatsApp: (41) 99189-9142. Contato: Irenilda Arruda
E-mail: irenilda.arruda@gmail.com

Asilo São Vicente de Paulo
Oferece atendimento a mulheres na terceira idade
Avenida São Vicente, 100 - Bairro Juvevê
(41) 3313-5353 ou (41) 3330-6221
asilo@asilosaovicente.org.br

Pequeno Cotolengo Paranaense
Acolhe pessoas com deficiência múltiplas, de diferentes idades.
Rua José Gonçalves Júnior, 140 - Bairro Campo Comprido
(41) 3314-1903 ou WhatsApp: (41) 98516-3362
contato@pequenocotolengo.org.br

Florianópolis (SC)

Biblioteca Parque de Coqueiros
@biblioteca.parque_coqueiros

Porto Alegre (RS)

Biblioteca comunitária na Galpão Cultural
Contato: Jaqueline Pereira, a rapper Negra Jaque, 51 8065-3427

Educação