PUBLICIDADE
Topo

Marinha da Tailândia recebe prêmio da PETA após resgatar gatos de naufrágio

Reprodução/Facebook
Imagem: Reprodução/Facebook

Carolina Vellei

Colaboração para Ecoa, de São Paulo

13/06/2021 06h00

Gatos são famosos por não serem muito fãs de água. Se um banho já consegue assustá-los, imagine o quanto um oceano não pode parecer atemorizante para eles. Foi essa a situação vivida por quatro filhotes na Tailândia, mas o resgate em alto mar teve um final feliz.

Em um ato de bravura e de amor pelos animais, oficiais da Marinha Real do país conseguiram fazer o resgate dos gatos presos em um barco prestes a afundar próximo ao Mar da Birmânia.

O salvamento aconteceu no início de março deste ano, quando um pedido de socorro emitido por um barco pesqueiro foi captado pela central de comando da instituição. O chamado reportava um incêndio, causado por um acidente que provocou a entrada de água do mar na estrutura.

A tripulação foi salva por um barco pesqueiro que passava por ali e levada para um lugar seguro. No dia seguinte, a Marinha foi enviada ao local para verificar se havia vazamento de óleo. Ao se aproximar, no entanto, descobriu os quatro animais se equilibrando entre os destroços do barco. Segundo o jornal local Pattaya Mail, o fuzileiro Tatpon Saie foi o responsável pelo resgate, fazendo quatro viagens de ida e volta para buscar cada um deles.

Fotos do resgate mostram um gato agarrado às costas de um marinheiro enquanto seus companheiros os puxam para um local seguro. Na página de Facebook da Marinha Real, outras imagens registram os gatos já aquecidos e secos, divertindo-se no posto de comando de seus salvadores na ilha tailandesa de Koh Lipe.

Marinha da Tailândia recebe prêmio da PETA após resgatar gatos de naufrágio - Reprodução/Facebook - Reprodução/Facebook
Imagem: Reprodução/Facebook

Reconhecimento e homenagem

Em reconhecimento ao ato de bravura da equipe, a ONG Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais (PETA) homenageou a Marinha Real da Tailândia com o prêmio "Heróis para os Animais".

"As ações corajosas e compassivas desses marinheiros causaram impacto nas pessoas gentis em todo o mundo", disse em carta o vice-presidente sênior da PETA, Jason Baker. "Esperamos que sua gentileza inspire outros a ajudar os animais necessitados", concluiu.

A carta sobre a premiação ainda dizia: "A PETA espera que seu exemplo inspire todos a ficar de olho nos animais em perigo e fazer o que for necessário para colocá-los em segurança". Junto com a carta e com o certificado emoldurado, a ONG também se ofereceu para cobrir os custos de castração dos gatos.