PUBLICIDADE
Topo
Iniciativas que inspiram

Iniciativas que inspiram

Aluno que criou perfil de apoio para o Enem é aprovado na Estadual do PI

Aluno que criou perfil de apoio para o Enem e é aprovado na Universidade Estadual do PI - Arquivo Pessoal
Aluno que criou perfil de apoio para o Enem e é aprovado na Universidade Estadual do PI
Imagem: Arquivo Pessoal

Carlos Madeiro

Colaboração para Ecoa, em Maceió (AL)

25/05/2021 06h00

Ser aprovado no curso de engenharia civil na UESPI (Universidade Estadual do Piauí) era apenas uma das metas do estudante Wennyo Lima dos Santos, 19, aluno da escola Antônio Borges Leal, em Manoel Emídio (PI). Além de ingressar, ele queria ajudar outros estudantes a tirarem boas notas no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

Foi com esse espírito que ele lançou um "Studygram" —perfil no Instagram voltado para estudos— um mês antes das provas do Enem este ano para compartilhar dicas e materiais de estudo para quem ia prestar a prova.

"Eu tive essa ideia durante o ano de 2020, quase na reta final da minha preparação. Faltava um mês para o Enem. Inicialmente eu só iria inaugurar meu perfil depois do Enem, mas eu decidi que ia aproveitar que ainda tinha tempo para não só dar, como receber dicas também e deu certo", afirma.

Em pouco mais de três meses, a página conta com mais de mil seguidores.

Ele afirma que o projeto serviu não só para ajudar pessoas que iam prestar a prova, mas também o ajudou com a prova. "Eu consegui assim acompanhar outros 'studygrams' que postam conteúdos de Enem. Também conhecia outras pessoas, inclusive aqui do Piauí, que também têm perfis assim. A gente compartilha dicas, resumos de conteúdos, dicas, citações de redação. A gente compartilha a rotina e assim ajuda as pessoas e também se ajuda", diz.

A cada novo material recebido, diz, repassava no perfil para usuários. "Todo método de estudo que adquiria, repassava para os nossos seguidores, e eles também vão repassando para outras pessoas. A ideia é ter uma comunidade para compartilhar materiais gratuitos", relata.

Segundo Santos, os seguidores foram crescendo ao passar dos dias e passaram a interagir com perguntas e dúvidas sobre o Enem. "Eu sempre respondi, tentando dar alguma dica que possa ajudar. A gente também aprende, faz novos amigos, isso é muito bom", afirma.

Outros projetos

Antônio Borges Leal - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
O estudante Wennyo Lima dos Santos
Imagem: Arquivo pessoal

Santos afirma que pretende criar outros projetos similares dentro do Instagram para ajudar mais pessoas. "Penso em criar cronogramas para os seguidores de livros, por exemplo. E estou pensando também em criar um ensinando ou falando sobre o Enem, como funciona, porque tem algumas pessoas que estão começando agora a estudar e não sabem muito como funciona", explica.

"Com o tempo, eu quero poder ajudar cada vez mais pessoas. Quem sabe, nos próximos Enem, eu consiga ajudar até na aprovação de algumas pessoas", completa.

Agora na UESPI, Santos pretende compartilhar como será o dia a dia na universidade. "Alguns seguidores vieram me perguntar se eu ia desistir, pediram para não desativar a conta e aquilo me deu um gás a mais ainda pra continuar. Eu quero poder compartilhar minha rotina na UESPI e continuar ajudando as pessoas. Quero fazer isso até minha formação, se for possível", finaliza.

Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do que foi informado previamente, Wennyo Lima dos Santos foi aprovado na Universidade Estadual do Piauí (UESPI) e não na UFPI.

Iniciativas que inspiram