PUBLICIDADE
Topo

Plural é um projeto colaborativo do UOL com coletivos independentes, de periferias e favelas para a produção de conteúdo original


Conversa de Portão #30: "Meus sentimentos" não diminui a dor da perda

De Ecoa, em São Paulo

02/05/2021 06h00

Com mais de 380 mil mortos pela covid-19 no país, milhões de brasileiros estão vivenciando o luto.

No novo episódio do podcast Conversa de Portão, Jéssica Moreira entrevista a psicóloga Ester Maria Horta e a especialista em comunicação não-violenta Iaçanã Woyames. Elas falam sobre como ir além das frases feitas e confortar aqueles que estão passando por esse processo.

Horta fala em procurar entender o que o enlutado precisa e encontrar formas práticas de ajudar. Esse apoio pode se manifestar na resolução de um problema jurídico ou do destino dos pertences de quem se foi. "Isso também faz parte do luto, você pode estar junto com a pessoa nesse momento", disse (a partir de 10:40 do arquivo acima).

A partir dos princípios da comunicação não-violenta, Iaçanã Woyames também falou sobre estar presente, ter compaixão e proporcionar momentos de conforto para o enlutado. Para ela, o tabu e o medo de falar sobre a morte são o que está por trás dos enunciados prontos ou das frases que machucam.

"Às vezes um 'tô aqui' vale muito mais do que um 'meus sentimentos'", disse (a partir de 15:20 do arquivo acima).

O Conversa de Portão é um podcast produzido pelo Nós, Mulheres da Periferia em parceria com UOL Plural, um projeto colaborativo do UOL com coletivos e veículos independentes. Novos episódios são publicados toda terça-feira.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição. Você pode ouvir Conversa de Portão, por exemplo, no Youtube, no Spotify e no Google Podcasts.