PUBLICIDADE
Topo

Amigos criam curso gratuito de design e formam 2 mil jovens na pandemia

De seus computadores na periferia de São Paulo, jovens decidiram criar uma escola para democratizar o ensino do design - Reprodução
De seus computadores na periferia de São Paulo, jovens decidiram criar uma escola para democratizar o ensino do design
Imagem: Reprodução

Cleberson Santos

Colaboração para o Ecoa, de São Paulo

12/04/2021 06h00

Rodolfo Lauber é do Jardim Ângela e Ana Magalhães é do Grajaú, regiões periféricas da zona sul de São Paulo. Durante nove manhãs de sábado no fim do ano passado, os dois designers estiveram online para compartilhar conhecimentos com os milhares de jovens inscritos gratuitamente no curso Collab Design.

Foi por conta de conversas sobre desigualdade social, política e educação que os dois amigos decidiram criar uma escola que democratizasse o ensino de design, uma área que, embora aquecida, ainda é elitizada e inacessível para muitos jovens.

"Somos uma escola 100% digital com cursos transmitidos pelas redes sociais. Viemos da realidade das escolas públicas, onde continuam utilizando uma metodologia nada digital", conta Rodolfo.

Ana reforça o discurso do amigo: "Nós temos tudo para facilitar o caminho dessa galera, não tem como ter esse conhecimento na mão hoje e não dividir".

A primeira turma do curso de design gráfico foi formada em novembro. Foram mais de 2 mil certificados emitidos, para alunos "de todos os níveis de conhecimento, idades e regiões", segundo a dupla.

"Tinha até de outros países que falam português, como Angola. Era um aluno que assistia nossas aulas e compartilhava o computador com mais cinco amigos", lembra Rodolfo. Para eles, este tipo de feedback é a parte mais gratificante de toda a experiência.

"Recebemos muitas mensagens dos alunos, mas as melhores são quando contam que conseguiram clientes ou emprego nas áreas que ensinamos".

Após a primeira turma, Ana e Rodolfo expandiram o Collab Design para outras áreas, como marketing digital e edição de vídeos, estes oferecidos por valores acessíveis, que não passam de R$ 30. O carro-chefe da escola, o curso de design gráfico, segue gratuito.

"Está sendo transformador, gratificante, uma estrada de mão dupla. É de total importância que exista projetos como este, que olhe para a periferia com empatia, pois existe uma galera criativa, esforçada e de um potencial incalculável", afirma Rodolfo.

No perfil do Instagram do projeto tem mais informações: https://www.instagram.com/collabdesign.br/