PUBLICIDADE
Topo

Plural é um projeto colaborativo do UOL com coletivos independentes, de periferias e favelas para a produção de conteúdo original


Papo Preto #19: "A gente tem de sempre se aprimorar", diz Alê Santos

De Ecoa, em São Paulo

21/02/2021 04h00

O convidado deste Papo Preto #19 é o escritor multiplataforma Alê Santos, que falou sobre sua trajetória e como usou seu potencial para aproveitar as oportunidades que teve pelo caminho.

Nascido em Cruzeiro, interior de São Paulo, Alê lembrou a infância recheada de pagode e esporte - com direito a entrar no ranking nacional nos 100m rasos. "Essa história de como comecei a correr 100m rasos eu preciso contar porque ela é muito foda. Foi por conta do filme 'Jamaica Abaixo de Zero'. A primeira vez que a gente viu uma equipe de negão foda sendo aplaudido na Sessão na Tarde", lembra ele (a partir de 5:35 do arquivo acima). "Foram uns dos primeiros heróis que tive".

A presença em casa de uma mãe e um pai que colocaram sua educação em primeiro lugar foi essencial para ele, que conseguiu estudar em colégios particulares até a 5ª série, pois sua mãe fazia trabalhos voluntários nas escolas para conseguir que ele estudasse lá.

O choque, lembrou, aconteceu após a família se mudar para Taubaté. "De lá vem a minha militância contra a Monteiro Lobato", diz Alê (a partir de 4:38 do arquivo acima), quando virou alvo de insultos racistas como os que apareciam nas obras do autor.

Alê contou que o escape estava na quadra. "O esporte é muito contraditório, porque apesar de estar muito ligado ao racismo científico, isso de alguma maneira nos favorecia, porque a galera olhava pra gente e dizia 'mano, aquele pretinho vai ser bom no basquete'. Cara, é uma bosta isso, mas era o único refúgio que você tinha no ensino médio", comenta (a partir de 7:08 do arquivo acima)

"A gente tem de estar sempre se aprimorando, estudando, buscando coisas diferentes para a gente estar pronto e batalhando em sociedade, reivindicando o nosso espaço e que pessoas como a gente possam construir um futuro melhor e mais igualitário para todo mundo", diz (a partir de 25:53 do arquivo acima).

Papo Preto é um podcast produzido pelo Alma Preta, uma agência de jornalismo com temáticas sociais, em parceria com o UOL Plural, um projeto colaborativo entre o UOL e coletivos independentes. Novos episódios vão ao ar todas as quartas-feiras.

Podcasts são programas de áudio que podem ser ouvidos a qualquer hora e lugar — no computador, smartphone ou em outro aparelho com conexão à internet. Você pode ouvir Papo Preto no canal do UOL no YouTube e nas plataformas de podcast Spotify, Google Podcast, Deezer, Apple Podcast e CastBox.