PUBLICIDADE
Topo

Meio ambiente

Pantanal perdeu 10% da vegetação esse ano; saiba como ajudar ONGs no local

Incêndio no Pantanal está devastando a fazenda São Francisco do Perigara (MT), maior refúgio mundial de araras-azuis - Fabiano Maisonnave/Folhapress
Incêndio no Pantanal está devastando a fazenda São Francisco do Perigara (MT), maior refúgio mundial de araras-azuis Imagem: Fabiano Maisonnave/Folhapress

Marcos Candido

De Ecoa, em São Paulo

31/08/2020 15h37

O Pantanal queima. Foram registrados os maiores índices de focos de incêndio do bioma dos últimos 22 anos para o mês de julho. No mês passado, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) detectou 1.684 focos de incêndios. É quase quatro vezes mais fogo do que o mesmo período do ano passado.

Enquanto o governo federal se concentra em anunciar cortes de verbas para o combate ao fogo (determinação posteriormente voltada atrás), há instituições não governamentais que tentam diminuir os efeitos dos incêndios. Para André Luiz Siqueira, presidente da ONG Ecoa - Ecologia e Ação, os incêndios têm poder para devastar espécies de anfíbios, répteis, mais de 180 de aves que migram para acasalar na região e refúgio para animais silvestres ameaçados de extinção. Cerca de 10% da vegetação natural do Pantanal foi devastada só neste ano.

Segundo ele, um período de estiagem e incêndios descontrolados foi o estopim para a situação atual — que parece ainda longe de acabar. Por esse motivo, a instituição é uma das que promove oficinas de educação ambiental para agricultores, população originária e moradores locais nas chamadas "brigadas comunitárias". A ideia é ensinar queimadas controladas, mostrar a importância da preservação para evitar que grandes incêndios aconteçam.

"Temos um compromisso com prevenção e mudança de hábito, Mesmo que tenhamos organização para tentar apagá-los nos primeiros focos, somente grandes estruturas conseguem combater os grandes incêndios", diz. "O impacto até agora é indiscutível".

Como ajudar

WWF-Brasil

Criada em 1996, a WWF-Brasil recebe e repassa doações para instituições que atuam na preservação do meio ambiente no país. Há um canal específico para doações, a partir de R$ 35.

Ecoa - Ecologia e Ação

A instituição trabalha diretamente no território do bioma do Pantanal. A ONG existe em 1989 e dá capacitação, sensibilização e preservação do meio ambiente para a população local. Qualquer valor pode ser doado no site da instituição.

SOS Pantanal

Elaborada em 2009, o Instituto Socioambiental da Bacia do Alto Paraguai (SOS Pantanal) promove campanhas, oficinas e sensibilização entre grandes empresas e população para a preservação do bioma. Para doar, é preciso telefonar para o número (67) 3042- 9095 ou enviar e-mail para financeiro@sospantanal.org.br.

Instituto Arara Azul

Voltado exclusivamente à preservação da arara azul no Pantanal. Fundada em 2003, tem sede em Campo Grande e é a principal instituição para conservação da espécie no país. No site, é possível comprar camisetas, acessórios ou doar qualquer valor.

Icas - Instituto de Conservação de Animais Silvestres

O Instituto dá auxílio, desenvolve oficinas para moradores e material didático para crianças para estimular a preservação da fauna. O principal programa é voltado para a preservação do Tatu-Canastra, espécie também presente na região do Pantanal. Qualquer valor pode ser doado.

Wild Conservation Society (WCS) - Brasil

A versão brasileira da WCS existe desde 2003. A instituição internacional sem fins lucrativos também desenvolve um programa específico para o bioma do Pantanal. O instituto tem a missão de preservar, mas também promover pesquisas científicas sobre a fauna e flora. As doações são feitas em dólar, a partir de US$ 25.

Meio ambiente