PUBLICIDADE
Topo

#BoasNotícias31/3: Pesquisadores criam teste rápido, bombeiros tocam música

Carina Martins

Colaboração para Ecoa, de São Paulo

31/03/2020 19h50

Os respiradores são peça central no combate ao coronavírus e ajudam a mostrar qual o tamanho do perigo que a pandemia representa para a população. Ações de proteção da renda e de empregos também. Quando o cenário é tão sem nuances, fica difícil não ver a crueza de certas ações de mercado.

Diariamente, Ecoa selecionará boas notícias para nos ajudar a enfrentar a nova rotina e nos manter orientados sobre a Covid-19.

Trabalhadores querem fabricar respiradores

Trabalhadores da General Motors nos EUA, que têm sido demitidos pela falta de demanda da fabricação de certas peças, como turbinas de avião, fizeram um protesto com uma boa pergunta: se a GE faz os melhores ventiladores respiratórios do mundo e há falta deles no mercado, por que não nos deixam fabricá-los em vez de mandar gente embora?

Bombeiros tocam música para a população

Inspirados por uma ação similar na Alemanha, os bombeiros do Rio de Janeiro prestaram uma homenagem aos cidadãos que se encontram em isolamento social. Do alto da escada da viatura, que alcança 50 metros, um bombeiro músico tocou clássicos da música popular brasileira em alguns cartões postais da cidade. Segundo a corporação, a ideia é "acalentar a alma e levantar o astral em tempos tão difíceis e, ao mesmo tempo, lembrar que os bombeiros estão sempre perto dos cidadãos".

Catadores ganham auxílio da Prefeitura

Em São Paulo, a Prefeitura anunciou um auxílio de R$ 600 para catadores autônomos de materiais recicláveis, e de R$ 1.200 para catadores que participam de cooperativas. O auxílio poderá ser somado ao de mesmo valor aprovado pelo Congresso Nacional, sem prejuízo - assim que o auxílio federal for sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro.

Pesquisadores brasileiros criam teste rápido para Covid-19

Um esforço conjunto entre pesquisadores da USP e da Unicamp foi capaz de desenvolver um teste rápido para detecção da Covid-19, e deve estar pronto em meados de maio. O novo teste permite que o vírus seja detectado em cinco minutos, através de uma amostra de sangue. É mais rápido, mais completo e até 50% mais barato do que as opções do mercado - que, aliás, não estão disponíveis. A falta de testes é uma grande barreira no combate ao vírus e determinante na amplitude do isolamento social adotado. Hoje, mesmo testando apenas em situações graves ou específicas, a demanda no Instituto Adolfo Lutz é o triplo de sua capacidade de análise, e há 14 mil testes na fila.

Campanha quer 22 milhões de exames

Começou hoje (31) uma campanha para pressionar o governo brasileiro a realizar testes de Covid-19 na população de regiões socialmente mais vulneráveis do país. Chamada Janela da Pressão, a iniciativa tem o intuito de cobrar o Ministério da Saúde e a Anvisa a realizarem cerca de 22 milhões de exames. Ações estão planejadas para São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Salvador e Manaus com uso de projeções sobre prédios.

Chinesa de 103 se recupera

Depois de um italiano de 101 anos ter sido curado, o mundo viu novo recorde entre as boas notícias da pandemia. Terceira centenária a passar por esta página, a chinesa Zhang Guangfen, de 103, é oficialmente a mais velha paciente a se recuperar do coronavírus. Até agora.

Mais #BoasNotíciasEcoa: