PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Opinião


Opinião

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

6 dicas da Mulher Possível no empreendedorismo

6 dicas da Mulher Possível no empreendedorismo - CarlosDavid.org/Getty Images/iStockphoto
6 dicas da Mulher Possível no empreendedorismo Imagem: CarlosDavid.org/Getty Images/iStockphoto
Ana Fontes

Ana Fontes

Ana Fontes é empreendedora social, fundadora da RME e do Instituto RME, Delegada Líder BR W20/G20, eleita uma das 20 mais poderosas do Brasil pela Forbes BR 2019 e Top Voices LinkedIn 2020.

22/08/2021 06h00

Vira e mexe recebo pelas redes sociais perguntas sobre como administrar o tempo entre o trabalho, a empresa, a família e os compromissos pessoais. Tenho uma notícia ruim e outra boa para essa questão.

A ruim é que não há uma fórmula mágica que nos faça, como mulheres, estar em todos os lugares ao mesmo tempo, cumprindo com nossas obrigações e com nossos papéis de mãe, empreendedora, profissional e cidadã.

Como para qualquer ser humano, o dia tem 24 horas e nesse período precisamos priorizar algumas coisas e abrir mão de outras. Infelizmente não somos - e nem queremos ser - a Mulher-Maravilha das histórias de ficção que consegue resolver todos os problemas do mundo e ainda aparecer bela e radiante no fim do dia.

Mulheres reais têm limites físicos e psicológicos naturais: adoecemos, nos aborrecemos, erramos, choramos, perdemos prazos, nos esgotamos depois de uma longa jornada cheia de desafios e incertezas.

A notícia boa é que podemos minimizar um pouco a sobrecarga de trabalho e os compromissos pessoais. Como? Seguindo algumas regras que sempre me ajudam a organizar um método de trabalho mais eficiente e produtivo, considerando também minha vida pessoal.

Eu as batizei de As 6 dicas da Mulher Possível. Vamos a elas?

Dica 1 - A primeira e mais importante

Tenha consciência de que você não precisa dar conta de tudo! Afinal, ninguém consegue. Dessa forma, você evita criar falsas expectativas e se frustrar no fim do dia.

Dica 2 - Aprenda a pedir ajuda

Muitas vezes queremos resolver as coisas sozinhas, por achar que damos conta de tudo ou para não incomodar outras pessoas. Pedir ajuda, no entanto, é uma valiosa qualidade empreendedora. Quem divide tarefas tem mais tempo para fazer coisas que realmente importam no negócio e que só você pode fazer. Ah, isso vale também para as tarefas domésticas. A família toda deve cooperar.

Dica 3 - Não se associe a imagens estereotipadas da sociedade

Como disse anteriormente, a mulher-maravilha só existe na ficção. Nem a mulher-perfeita, nem a mulher-guerreira, muito menos a mulher-multitarefas. Essas imagens de perfeição são irreais e só nos geram culpas e doenças emocionais.

Dica 4 - Use a tecnologia a seu favor

Costumo usar a palavra tecnologia, mas pode ser qualquer coisa que te ajude no dia a dia, como uma agenda, um caderno ou o próprio celular. O importante é planejar o dia, cumprir com os compromissos e não se sobrecarregar desnecessariamente.

Dica 5 - Aprenda a delegar

Na dica 2 falei sobre pedir ajudar e dividir tarefas. Delegar é algo muito parecido, com a diferença de que essa postura costuma estar associada às atividades profissionais. Quando você delega algo para um profissional competente, a tarefa acaba sendo realizada por alguém com competência específica para isso. E aí sobra tempo para você pensar nas estratégias de crescimento do próprio negócio.

Dica 6 - Separe o que é urgente do que é importante

Urgente é tudo o que você precisa fazer agora, sem a possibilidade de deixar para depois. Geralmente, o urgente está relacionado com as tarefas cotidianas, não planejadas ou que simplesmente não foram feitas no tempo adequado. Já as coisas importantes estão relacionadas ao planejamento, ao crescimento do negócio. O importante não é apenas para hoje, mas para a subsistência futura da sua empresa.

O que achou dessas dicas?

Como sempre digo, dicas são conselhos muito pessoais e dependem do momento profissional pelo qual você está passando. Às vezes servem para mim, mas não completamente para outras pessoas.

Contudo, tenho certeza de que boa parte delas pode aliviar o sobrepeso do trabalho e as próprias exigências criadas em torno de si. E se tiver outras ideias e sugestões, passe pra frente. Boas práticas merecem ser compartilhadas.

Até mais.

Ciclo de Trabalho Ecoa -  -

Opinião