PUBLICIDADE
Topo

Você pode salvar uma vida hoje

M.M. Izidoro

A cada 15 dias, vamos contar notícias boas da vida real que aconteceram com gente de verdade como eu e você

19/09/2020 04h00

Todo rio vai de encontro ao mar.

Na última coluna, eu falei de como nossa mente é um rio pelo qual navegamos pelo mundo de fora e de dentro da gente. Cada um tem seu rio interior. Uns mais retos, outros mais cheio de curvas. Uns mais calmos, outros com uma correnteza forte. Uns bem rasos, outros super profundos. Mas é o seu rio e é através dele que você faz senso do mundo.

Mas se nossa mente é um rio, o mar é o encontro de todos nós.

Todos nós coexistimos e vivemos juntos. Se você joga um papel de bala pela janela do seu carro, tu tá deixando seu carro limpo, mas a nossa rua suja. Se você coloca fogo em um pedaço de floresta para uma monocultura, tu tá sujando o ar que você mesmo vai respirar e a terra que vai dar sua própria comida. É assim do lado de fora e é assim do lado de dentro.

A gente deixando nossos rios interiores envenenados de ideias ruins e pensamentos pesados, a gente não só está prejudicando a gente, mas também o mar inteiro. Nenhum homem, ou ser, está isolado do todo. E se a gente não está bem, a gente não tem como não deixar o mundo bem, pois nossas águas vão desembocar em um oceano que vai influenciar uma porrada de outros rios.

Mas as vezes a gente se encontra com rios que estão mais sujos que os nossos e a gente pode fazer alguma coisa.

Todo mundo pensa que ajudar ao próximo é difícil e requer uma iluminação espiritual que pouquíssimas pessoas na história já tiveram. Mas e se eu te disser que não. Você ai agora tem todas as ferramentas que você precisa para ajudar alguém agora, nesse exato momento. Você que está aí do outro lado dessa tela, tem tudo que você precisa para ajudar a salvar uma vida, nesse exato momento.

Tudo que você precisa fazer é exatamente o que você está fazendo aqui comigo nessa coluna, ouvir.

A gente está em uma época, que estamos falando muito e não estamos nos ouvindo. Todo mundo grita, todo mundo fala, todo mundo comenta. Mas quem ouve? Quem está prestando atenção?

Muitas pessoas estão se sentindo mal hoje, por que elas não estão conseguindo colocar para fora seus sentimentos. Elas se sentem invisíveis, que ninguém as ouve, que elas não importam.

Mas às vezes, elas mesmo estão surdas e cegas ao mundaréu de gente que as ama e quer o bem delas. Por isso a troca é tão importante. Por isso que ouvir, é importante.

Ouvir significa que você se interessa pelo o que aquele ser está sentindo e passando. Que você se importa com ele. Que você quer saber dele. Falar e ser ouvido é uma das melhores formas de limpar seu rio por isso, por que você abre a comporta e deixa as coisas ruins saírem do seu sistema e irem embora.

Tem gente que prefere fazer isso tudo com profissionais da saúde mental. Mas tem gente que só quer falar e você ai pode, e deve, parar para ouvir. Quando você fizer isso, faça direito. Esteja presente. Esquece o celular. Esquece as notícias. Esquece os conselhos. Apenas esteja lá e ouça. Não julga. Não compare sua dor. Não fale que não é nada. Todo mundo sabe o quanto de peso seus ombros conseguem carregar. Já é difícil de você entender como carregar seu próprio peso, imagina o do outro. Mas só de estar lá, trocando, ouvindo, amando. Já é de um poder gigante.

Se você perceber que tem alguém perto de você que precisa conversar, pare e ouça. Siga as dicas que eu dei ai em cima, e só ouça. Se você não estiver bem e estiver precisando de ajuda também, deixe isso bem claro para a pessoa. Ainda mais se ela pediu sua ajuda. Pois não adianta você querer ajudar alguém e não ter forças para cuidar de você mesmo.

Se você tá precisando falar, peça para alguém te ouvir. Ninguém sabe o que está passando na sua cabeça e que você está precisando de ajuda. Então peça. Se você não tem coragem de pedir para quem você conhece, tudo bem. Pede para seu amigo online. Para um terapeuta. Para um crush. Um pai. Um professor. Um pastor ou padre. Um filho. Não importa. Peça para conversar e coloque tudo para fora. Se a primeira pessoa não quiser te ouvir, não desiste. Você vai achar alguém. Assim como quando eu precisei, eu achei.

Aproveite que estamos no Setembro Amarelo, para abrir a discussão. Mas todo dia é dia de falar. E todo dia é dia de ouvir.

Parar e ouvir é um ato transformador. É conexão no seu estado mais puro. Ao ouvir você se conecta com outra pessoa diretamente e você pode até achar que está ajudando a salvar a vida de uma pessoa. E você realmente está, mas a vida que você está salvando é a sua.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.