PUBLICIDADE
Topo

Milo Araújo

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

5 dicas para se locomover de bicicleta em dias de chuva

iStock
Imagem: iStock

14/01/2022 14h48

Chegou o verão. Calor, muito calor. Mas o verão também é sinônimo de muita chuva. E pedalar na cidade nesses dias pode se tornar uma tarefa um pouco complicada. Então, reuni 5 dicas para ajudar a tornar a locomoção de quem usa a bicicleta mais segura e menos complexa nesse período.

1. Diminuir a velocidade. Motivos: óleo na rua, tinta de faixas de pedestre e ciclofaixas antigas que foram demarcadas com tintas são passíveis de escorregar. Você pode tomar um tombo bobo por apenas passar em um local mais liso, e digo isso por experiência própria. Já levei um tombo por apenas frear com a roda da frente na ciclovia, fazendo com que a bicicleta perdesse a aderência e eu fosse para o chão. Então, diminuir a velocidade ajuda você a prestar mais atenção no seu percurso e, caso venha a cair, tenha um melhor reflexo para se proteger. Evitar poças de águas também é uma boa se você não está familiarizado(a) com o percurso, pois pode ter um belo de um buraco! Fique atento(a)!

2. Verifique seu pneu. Pneus carecas são mais um convite à queda, ainda mais em dias de chuva. Nos pneus, existem algumas ranhuras que devem ser respeitadas na hora da montagem, pois ajudam a expelir água da pista gerando mais aderência. A direção correta de montagem para que essa ranhura funcione corretamente vem na descrição no próprio pneu. Diminuir um pouco a calibragem também ajuda a fazer com que o pneu tenha mais área de contato com o chão.

3. Use para-lamas. Para-lamas dianteiro ajuda a proteger os olhos, pois a água levantada ao se passar em uma área molhada acaba indo em direção ao rosto e pode trazer sujeiras do chão, atrapalhando a visão. Já o uso na roda traseira evita que a água suja "desenhe" aquele risco em suas costas. Para quem acha que para-lamas na bicicleta acaba enfeiando-a ou acha os de metal barulhentos, existe um modelo que é feito de plástico e é portátil, como esse aqui. Você pode acoplar na bicicleta nos momentos que for usar, e olha, esse de plástico é até mais bonito que os fixos de metal.

4. Ter uma bolsa impermeável é uma boa. Existem algumas marcas dedicadas a ciclistas, com mochilas de modelos bem variados e para todos os gostos. Esse é um acessório que vai proteger seus documentos, equipamentos eletrônicos como o celular (que eu sei que praticamente ninguém vive sem) e você pode até carregar uma muda de roupas para o caso de necessidade de troca.

5. Use capa de chuva. Existem capas de vários tipos que ajudam a proteger da água. Tem os modelos tipo jaqueta, que ajudam a manter aquecido, mas essa também é uma desvantagem, pois ela não deixa o corpo fazer a troca de temperatura com o ambiente e você pode acabar ficando molhada/o de suor. Tem os modelos de poncho que são abertos - esses modelos são mais compridos e deixam o corpo fazer a troca de calor com o ambiente. Tem também os corta-ventos que não são impermeáveis, mas em dias mais quentes e de chuva ajudam a melhorar o pedal. Vale experimentar e ver o que melhor te atende. Eu tenho as 3 opções e o modelo de poncho eu uso até em momentos sem a bicicleta, pois ela protege a maior parte do corpo.

Espero que essas dicas ajudem a fazer sua locomoção do dia a dia nesse verãozão chuvoso mais segura e confortável. Bom pedal!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL