PUBLICIDADE
Topo

Mari Rodrigues

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Aprender a dizer 'não' é importante

iStock
Imagem: iStock

27/11/2021 06h00

Esta semana refleti sobre algumas decisões tomadas na vida recentemente, e percebi que algo é constante: não consegui negar nada. No afã de me sentir útil sempre e de não me indispor, acabei aceitando tudo, e não percebi o meu limite. Resultado: estou cansada!

Periodicamente, precisamos pensar no que é possível ou impossível fazermos para manter um bom estado de saúde mental. Especialmente quando você é sempre cobrada (ou sempre se cobra pensando na cobrança alheia), o instinto de se mostrar uma "superpessoa" vem.

Por isso, dizer 'não' se torna mais difícil. Mas é necessário. Para demarcarmos o limite das nossas capacidades e mostrarmos uma seletividade com as nossas obrigações e prioridades. Nem tudo é obrigatório e nem tudo é prioritário para fazermos.

Esse tempo do dizer 'não' nunca é estanque. Para cada ocasião, uma avaliação se faz necessária. Uma coisa que aprendi é que não devemos nos arrepender de dizer 'não', e sim de dizer 'sim' apenas por compaixão ou medo, sem avaliar as consequências para si.

Uma colega me disse que "sim e não são a mesma coisa". São escolhas e devem ser tratadas de forma igual. Às vezes, não queremos dizer 'não', mas é a melhor resposta a se dar. Da mesma forma que quando recebemos um não nos recompomos de algum jeito, ao dizer 'não' também conseguiremos nos recompor.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL