PUBLICIDADE
Topo

Débora Garofalo

A importância de ferramentas digitais no processo de aprendizagem

Débora Garofalo

Com foco em educação criativa, traz dicas e insights sobre como driblar obstáculos de falta de estrutura, tempo e material para encantar alunos e alunas na sala de aula

07/10/2020 04h00

No momento que estamos vivenciando o ensino remoto com aulas emergenciais é necessário recriar caminhos e estratégias para trabalhar com aulas mediadas por tecnologia.

As ferramentas digitais podem contribuir com o processo de aprendizado neste momento e no pós-pandemia e mais que isso mudar a maneira que os estudantes se relacionam com a tecnologia deixando o papel de consumidores para assumir o papel de produtores dela, além de personalizar o ensino e contribuir para que sejam protagonistas do seu processo.

Como todo trabalho, as ferramentas digitais devem vir acompanhadas de um amplo diálogo com os pais e responsáveis e na medida do possível ser intensificada com videoaulas e orientações em suportes e grupos como o de whatsapp, telegram e ou plataformas existentes.

Outro aspecto importante é considerar as aptidões e nível de conhecimento dos estudantes para fazer uso da melhor ferramenta, através de diagnósticos, assim, como considerar os níveis de adoção em tecnologia, ou seja, analisar e ponderar aquilo que os estudantes possuem de acesso e priorizar aquelas que podem ser utilizadas de maneira off-line e considerando o currículo e materiais didáticos.

Abaixo relacionamos algumas dicas, para que você educador possa conhecer e adotar aquela que melhor irá contribuir com os objetivos do processo de aprendizado, além de trazer interação para as aulas.

Blackboard - Recursos e ferramentas para fazer a transição da aula presencial e aulas mediadas com tecnologia, trazendo recursos para promover interação de maneira híbrida.

CenturyTech- ferramenta que auxilia no aprendizado individual e ou colaborativo através de micro-lições para abordar lacunas no conhecimento, desafiar os alunos, trabalhando com o raciocínio lógico e memória a longo prazo.

ClassDojo e Edmodo- - Conecta professores com alunos e pais para criar comunidades em sala de aula, em ambientes que assemelham as redes sociais, mais com potenciais educacionais.

Google Classroom- Ajuda as turmas a se conectarem remotamente, se comunicarem e se manterem organizadas, além de possibilitar uma série de possibilidades e interações para que se desenvolvam no aspecto da colaboração.

Moodle - plataforma de aprendizado aberto, orientada para a comunidade e com suporte global, com amplas possibilidades de encaminhar materiais e também realizar percursos e trilhas formativas.

Schoology - Ferramenta para apoiar o aprendizado, colaboração e dar suporte ao processo de avaliação.

Seesaw - Ferramenta para apoiar a construção de portfólios, que pode ser uma ótima alternativa para ajudar os estudantes na construção do seu próprio percurso formativo.

As ferramentas digitais são uma ótima opção para a aprendizagem, desde acompanhada de objetivos claros e com potencial de apoiar as práticas pedagógicas, sendo exploradas a serviço da construção da aprendizagem e como um facilitador aos professores e estudantes.

Um abraço e até a próxima semana.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.