Topo

Receitas


Rota cervejeira em Madri inclui bar com produção própria e tour por fábrica

Rafael Mosna

Do UOL, em Madri

07/02/2014 10h23

Quem passa pela nova sede da cervejaria Cibeles, na região de Madri, não nota que ali funciona sua microfábrica. Desde novembro em novo local, a fachada da antiga empresa que funcionava no mesmo galpão ainda não foi retirada.

A visita às instalações é comandada pelo sócio-majoritário, David Castro, que largou o trabalho com telecomunicação para começar no ramo das fermentadas em 2010. Como o Brasil, a Espanha tem a cultura de beber cerveja bastante presente, mas a produção artesanal no país ainda é incipiente. "Há quatro anos, não havia quase nenhuma fábrica de cerveja artesanal por aqui", conta David, que desenhou seus próprios equipamentos (atualmente, outras cinco empresas usam sua patente).

MADRI DE COPO EM COPO

Microcervejaria CibelesTours acontecem nas tardes de sextas e custam € 25 (R$ 80); inclui degustação de quatro cervejas e tapas
Microcervejaria La VirgenVisitas guiadas nas primeiras quintas-feiras do mês (€ 9; R$ 30); também abre ao público de quinta a sábado, das 18h30 à 0h, com entrada sem custo
Fábrica MaravillasBar cuja cerveja é feita no local
NaturbierOutro bar com cerveja produzida no estabelecimento; jarras a partir de € 3 (R$ 10)
La BirratoriumLoja com cervejas espanholas e de outras partes do mundo
OldenburgBar madrilenho que ostenta o recorde de maior número de rótulos por metro quadrado
Bodega de la ArdosaFoi a primeira a ter chope Guinness, na década de 70, em Madri, e conservou o design original de sua torneira; entre outras, vende a Punk, da Brewdog
Cerveceria l'EuropeHappy hour das 18h às 20h com chopes pela metade do preço, incluindo o Cibeles
Bar AnimalEspaço com boas opções para comer e beber

Na Cibeles, são feitas 19 variedades de cerveja (conheça alguns rótulos no álbum acima), mas nem todas necessariamente chegam às gôndolas. Enquanto a reportagem esteve por lá, uma elaborada com boa quantidade de chocolate finalizava sua fermentação. A produção, que acontece às quartas, é pequena: de 5.000 a 6.000 litros por semana.

O tour para interessados, que abrange explicação sobre como a cerveja é feita e degustação de quatro estilos com tapas harmonizadas, dura cerca de quatro horas e custa € 25 (R$ 80). Acontece geralmente nas tardes de sexta-feira e deve ser agendado por e-mail ou via página do Facebook.

Do tanque ao copo
Levando o nome do bairro em que está situada, a Fábrica Maravillas faz seu chope ali mesmo. A produção está aos olhos do freguês, que pode ver os grandes tanques de inox da pequenina fábrica através das paredes envidraçadas.

As cervejas disponíveis variam conforme o dia e uma ou outra receita nova pode aparecer, de acordo com a sorte do cliente. Durante a visita feita na última semana de janeiro, cinco diferentes chopes saíam das torneiras atrás do balcão: valverde (estilo saison), malasaña (pale ale), além das amber ale, scotch ale e imperial stout. Os preços variam de € 6 (R$ 19) a € 7,50 (R$ 24) o litro, e quantidades individuais estão disponíveis.

Tanto a Cibeles quanto a Maravillas e as demais cervejas madrilenhas mencionadas no quadro ao lado não são ainda vendidas no Brasil.

Se a ideia é trazer para casa (quem vem do exterior pode importar até 12 litros de bebida alcoólica livre de imposto), inclua a Birratorium em sua próxima viagem a Madri. Sem um catálogo fixo, a loja é tocada por quatro sócios, e são comercializadas garrafas a partir de € 1 (R$ 3,25). "Só vendemos o que gostamos", garante Aurora Perez, uma das proprietárias.

Além de rótulos espanhóis artesanais, encontram-se opções norte-americanas e de outros países da Europa. Às quintas-feiras, por volta das 19h30, há degustações e aulas de harmonização (os temas e preços variam conforme a semana, e a duração é de cerca de duas horas). A programação e inscrições podem ser feitas pela fanpage da loja.

Cerveja para todos os lados
Com uma "carta de 200 cervejas mais outras 200 recomendáveis", o Oldenburg está listado no livro "Guinness dos Recordes Mundiais" como o bar que mais possui variedade de cervejas por metro quadrado.

Há duas unidades, mas prefira a mais antiga, aberta há 28 anos na calle Albuquerque, 13. Pequenina e cheia de rótulos da bebida pelas paredes, tem trilha sonora recheada de músicas pop e soul no estilo da cantora britânica Amy Winehouse.

*O jornalista viajou a convite da organização do madridfusión e do Turismo de Madri.

Mais Receitas