Visitação da obra Ecce Homo desfigurada por idosa é cobrada

Efe

19/09/2012 22h00

A fundação responsável pela conservação do santuário no qual está a famosa pintura "restaurada" do "Ecce Homo" decidiu começar a cobrar US$ 1,30 a cada adulto que visite a obra para arrecadar fundos para o hospital da cidade de Borja, na Espanha.
Desde que a história de Cecilia Giménez, a idosa que tentou restaurar uma obra deteriorada do artista Elías García, pintada em 1930, viajou o mundo, os números de turistas dispararam. Enquanto nos meses de verão na Europa chegavam à localidade de Borja entre 300 e 400 turistas, nas últimas três semanas mais de 30 mil pessoas foram ao Santuário de Misericórdia para ver e tirar fotos da polêmica restauração. Visite o UOL Notícias

Comunicar erro

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor